quinta-feira, dezembro 08, 2005

PELA RESTAURAÇÃO DO DIREITO À PAISAGEM LIVRE DE PROPAGANDA PARTIDÁRIA














Seixal no Guiness Já! O Seixal deve ser o unico municipio do mundo democrático a ostentar todo o ano como marco de propriedade ou conquista , no mais alto dos seus mastros, o maior dos seus estandartes , a bandeira de um partido, alegoria de um sistema antidemocrático e ditatorial.

Comemorámos há uma semana a Restauração da Independência, marcando para o bem e para o mal o facto de sermos uma das nações mais antigas da Europa e de vivermos hoje sob um sistema democrático e livre e sob uma bandeira que é a da Republica...mas não em todo o País, há um local onde assim não é...

No Seixal um partido politico tornou-se nos ultimos anos um dos maiores proprietários com a aquisição da Quinta da Atalaia, não cabe aqui e agora relembrar as polémicas que envolveram aquela aquisição, os fins a que se destina ou a forma como o dito partido contorna as regras democráticas estabelecidas, por exemplo no seu financiamento.


Visivel em quase todo o concelho uma enorme bandeira a lembrar a antiga União Soviética,nem no mais saudosista país da ex. Cortina de Ferro

Em termos de ambiente e ordenamento que é o que nos interessa , apesar de completamente descaracterizada e alterada na sua estrutura botânica (transformou-se num enorme terreiro de festa a utilizar uma vez no ano) continua como um espaço verde soberbo pela localização, se bem que se tema que toda aquela vasta àrea que vem da Medideira, Serrado, passando pela Atalaia e Quinta da Princesa possa estar sob uma enorme ameaça e futura frentre urbana com a construção da chamada alternativa à EN10 (vamos assistir ao PCP a ser expropriado por uma autarquia PCP? Ou ao PCP Imobiliária?).


Aqui temos ao centro na imagem o "santuário politico" da Atalaia, é notória a alteração feita nas caracteristicas de montado que a Qinta tinha e visivel ainda nos terrenos em redor, como é visivel, a Atalaia faz parte de uma enorme zona ainda preservada que vai ser cortada por uma nova via que muitos defendem servir só para abrir mais uma frente urbana. Quem vai lucrar? (fonte earthgoogle)

Agora em termos de país democrático é uma enorme afronta aquele enorme estandarte no mais alto dos mastros e que não é a Bandeira Nacional, da Autarquia ou da União Europeia que ali não têm lugar, mas sim uma bandeira que é ainda o resquicio de um regime opressor e antidemocrático
que sublinha uma verdadeira ferida numa paisagem por enquanto bela e que deveria ser aberta a todos durante todo o ano como o são muitas propriedades privadas deste concelho, a menos que aquela bandeira seja um verdadeiro marco de conquista e exclusão.

É notória a falta de apetência para que um partido politico faça gestão agrária, ou a Atalaia é algum viveiro de espécie botânica rara , desconhecida e secreta? Tão rara que levou à deflorestação do coberto vegetal original! Gostaria de saber em todo o Mundo quantos partidos politicos são ao mesmo tempo latifundiários e "defensores" da classe operária e camponesa, que estranha forma de Reforma Agrária!!!



imagem- (fonte-Brocas)

Mas como esperar mais se depois de uma ditadura de 50 anos a mentalidade ainda é a da conquista e da imposição de um modelo insustentável , sem quaisquer assumpção de erros e cheio de omissões e contradições ???

8 comentários:

Anónimo disse...

Tirem essa e metam lá uma como aquela que está em OLIVENÇA.

Anónimo disse...

e tirem todos os simbolos politicos das sedes dos partidos. e tirem as bandeiras da sonae no continente dos seixal, e tirem a bandeira do município em todas as repartiçoes e serviços publicos , se ela lá estiver, e tirem a bandeira do amora e do seixal porque é propaganda ao pinto da costa, e tirem a bandeira do benfica no centro de estagios do benfica e tirem a bandeira nacional portuguesa nos paises estrangeiros , e tirem a bandeira dos paises nacionais nas embaixadas que estão a menos de 3 metros do mastro e do terraço ou varanda do edificio sede porque já não é seu territorio nacional e queimem todos os compassos regua e esquadro que simbolizarem a maçonaria acabando com o desenho e educaçao do desenho nas escolas , e tirem os cruxifixos, e acabem com as bandeirolas de canto nos desportos colectivos e acabem com as bandeiras que anunciam o terminus de uma corrida de automoveis porque promove os acidentes rodoviarios e acabem com as bandeiras da macdonald na macdonald , viva a queima das bandeiras, vivam todos os que amam o estado sem bandeiras , vivam os democratas que defendem a aboliçao dos simbolos .

nao se esuqeçam de colocar a bandeira da "associaçao para a obrigaçao de andar de bicicleta " como bandeira oficial do desenvolvimento e da aproximaçao á mentalidade europeia. um enorme passo para um grande mastro da bandeira . a nossa bandeira . em vez de sagres a nossa bandeira passa a ser bicicleta a nossa bandeira.

anónimo como o anterior disse...

O post é pertinente para um país que anda há mais de um ano em campanha eleitoral. Só o dinheiro que se gastou em cartazes dava para tirar muita genta de miséria e dar-lhes um Natal bem mais agradável.
O autor não contesta simbolos autárquicos, nacionais , ou europeus, mas uma afronta à democracia, ao bom gosto e ao bom senso que é aquela bandeira. O comentarista anterior também não gosta da bicicleta, são as hemorródias? Sempre pode tirar o selim.

Anónimo disse...

a quinta da atalaia sendo propriedade privada pode ter lá as bandeiras que quiser . nao deve é ter uma bandeira que mais parece ser a bandeira que marca o território do concelho porque se ve em todo o concelho e nos vizinhos . querem fazer disto uma autonomia comunista e ja estao a conseguir basta olhar para o sub desenvolvimento no ordenamento do territorio, a propaganda tipo ex uniao sovietica o discursso cassete e as contas a derrapar até á queda do muro.

só há uma solução é os outros partidos tambem meterem uma bandeira daquele tamanho em sitios estrategicos para ver se o PC reconhece o pluralismo.

Anónimo disse...

a atalaia é nossa ! a mundet é nossa!

a vigarice é nossa!


viva o que é nosso!

Cassete Jerónimo disse...

O Seixal é a prova provada de como o comunismo é a única filosofia política que nos traz qualidade de vida.

Tirando o betão selvagem e anárquico, Seixal é uma cidade saudável! É uma cidade exemplar e futurista, com belas paisagens verdes, uma baía linda, uma praia espectacular, águas límpidas, hotéis 10 estrelas, um artesanato artistico, complexos desportivos e de lazer brilhantes, rotundas bonitas, ciclovias em abundância, hipermercados a dar com um pau... é uma beleza viver no Seixal. Ai, que bom passar férias no Seixal

zed disse...

Que giro! Nunca tinha reparado que a bandeira estava lá!!!
Há aqui tipos que não só vêm mais como ainda são alérgicos!!! Afinal, este suposto blogue ecologista e ambientalista começa a tornar-se uma chatice anticomunista. è pena!Mas sejam livres de marrar...se é para aí que afinal estão mais vocacionados.

Anónimo disse...

so agora descobri este texto completamente ridiculo.
a quinta da atalaia pode ter as bandeiras que quiser! muito bem la ficam!
tenho pena que ha quem se sinta incomodado com isso. alias, nao será inveja?!?!
o PCP, realmente, incomoda muita gente.
e ainda bem!