quinta-feira, agosto 17, 2006

OS PERIGOS DO MAR DA PALHA




















Vimos nos ultimos dias a forma como as autarquias da Margem Sul se têm divorciado de cuidar das suas praias fluviais ou sequer tido cuidado em alertar as populações para os perigos de mergulhar ou sequer banhar naquelas águas para as quais são dos maiores contribuidores em termos de poluição , sempre crescente pela sempre maior carga humana que têm fomentado.

As autarquias da Margem Sul têm também fomentado a instalação de industrias sem controlo ambiental e de habitação em massa sem que sejam exigidas contrapartidas aos promotores no tratamento das águas residuais domésticas que essa carga humana acarreta.

Negócios destes sem quaisquer custos ambientais a não ser para os cidadãos e para o ambiente são um verdadeiro El-Dourado para os Patos-Bravos e Industriais de vão de escada e pavilhão clandestino , as modalidades que por cá mais popula...sem não falar na fuga ao fisco e à segurança social...

Outro caso de grande gravidade é a busca de alimento naquelas águas e lodos. Se a pesca é actividade que ajuda a compôr tradicionalmente muitas refeições, a apanha intensiva e descontrolada de bivalves a uma escala Industrial como é aquela que se processa diáriamente no Estuário, com camiões ao fim do dia a virem recolher toneladas de berbigão, amêjoa e lambujinha sem qualquer controlo sanitário ou fiscal e num total fechar de olhos por parte das autarquias,é um verdadeiro atentado sanitário.

Mas não se pense que tudo se passa a um nível amador ao sabor da maré explorando um filão que poderia, não fosse a poluição das àguas ser das principais fontes de receita, e de turismo na região, mas perdido com o desaparecimento das ostras outrora famosas, mas agora extintas pela opção da industria pesada naval.
Há também quem faça criação de peixe nas zonas mais poluídas do estuário, o caso do Seixal, à saída da ETAR de Miratejo, que tem em pleno funcionamento uma piscicultura de "génese ilegal" mas que se mantém de pedra e cal num verdadeiro exercicio de desafio à saúde pública dos cidadãos.

1 comentário:

Nuno Cavaco disse...

Isso é tudo mentira, esses apanhadores de lambujinha são figurantes pagos pelo Ponto Verde para deixar mal vista uma Câmara Comunista, ele que "não dá a cara e acusa sem provas".Leiam o verdadeiro blogue isento e democrático www.banheirense.blogspot.com.