quinta-feira, janeiro 15, 2009

A MENTIRA


Conseguem imaginar um grupo de traficantes de droga a formar uma associação contra o tráfico de estupefacientes ?

- Eu Não !


Conseguem imaginar um grupo de construtores civis, daqueles que constroem em cima de falésias
ou sobre dunas, a constituír uma associação de protectores da orla costeira ?

- Eu não !


Conseguem imaginar um grupo de médicos formarem um movimento mundial pela eutanásia ?

- Eu não !


Conseguem imaginar um grupo de padres católicos encabeçarem uma associação em prol da construção de mesquitas muçulmanas de Norte a Sul do País ?

- Eu não !

Conseguem imaginar os suinicultores de Leiria , aqueles que fazem despejos selvagens nos campos e na Ribeira dos Milagres , a formar uma associação de protecção dos ecossistemas ?

- Eu não !


Imaginam as maoires tabaqueiras mundiais formarem uma associação para alertar dos malefícios do tabaco?


Eu não!


Conseguem imaginar uma associação de areeiros responsáveis por destruír uma área gigantesca de paisagem florestal, transformando-a em paisagem Lunar , formar uma associação de defesa do ambiente, e ter o apoio da Câmara Municipal respectiva ?

- Eu Consigo !


_____________________________________________


ALMADA PEDONAL E O RADICALISMO AMBIENTAL


Amanhã está programada uma acção de "celebração" da zona pedonal de Almada pelo GAIA .

A zona pedonal foi imposta por decreto pela Câmara de Almada sem resolver os problemas de circulação básicos da população, mas criando adicionalmente muitos outros.

O Grupo Ambientalista GAIA , propõe uma abordagem radical e põe os cidadãos residentes, os condutores de veículos que transportam crianças ou mercadorias, os autocarros ... como os "maus da fita" , como se a CM de Almada lhes tivessem criado as alternativas básicas e fundamentais.

Da nossa parte achamos que impôr determinada "ecologia" por decreto e contra os cidadãos não é o caminho , é sim , uma forma encapotada de fascismo ... tal como a atitude fascista como foi imposto o projecto MTS aos almadenses pela autarquia de Almada .

11 comentários:

Anónimo disse...

És mesmo parvo tu e o PSD!

ex-militante disse...

Excelente exemplo da fraude CDU em todo o seu esplendor . Como a melhor defesa é o ataque, vá de criar um grupo "ambientalista" fantoche, com exclusividade , não vá por aí aparecer um a sério que , antes de nós nos infiltrarmos possa fazer caír a farsa. Nesta era do Google Earth e da informação, quem pensam enganar ? É só ír ao Google Earth , põr Seixal e depois navegar na zona da Estação de Serviço da A2 para ver o bonito serviço "de mérito" que os areeiros têm trazido ao Seixal. Parabéns A-Sul.

Anónimo disse...

Maia grave é que recebem dinheiro, como Associação, da CMS.

Anónimo disse...

Caro A-sul como é que lhe posso enviar um mail com uma coisa que talvez lhe mereça a atenção.

cumprimentos!!!

Ponto Verde disse...

O mail do a-sul é:

pontoverdesul@gmail.com , cordialmente.

Silvia disse...

Caro a-sul,

Em primeiro,quero esclarecer que esta iniciativa não é do GAIA. O que o GAIA faz é apoiar um conjunto de cidadãos, no qual me incluo, disponibilizando um espaço para a divulgação das iniciativas no seu site e um endereço de e-mail - à semelhança, aliás, do que faz com outros grupos e projectos autónomos.

Em seguida, devo dizer que temos estado em contacto directo, na rua e nos estabelecimentos comerciais, com moradores, comerciantes e outros visitantes do centro de Almada. Há mais de 2 meses que fazemos diariamente, e por iniciativa própria, uma avaliação dos problemas associados à zona pedonal. Sabemos que existem, naturalmente, problemas associados a uma transformação radical desta avenida, mas que, como estava antes, a situação era bem pior, com milhares de carros a cruzarem diariamente a avenida. Sabemos também que muitos comerciantes se sentem prejudicados, mas são também os primeiros a afirmar que o principal problema não é a zona pedonal (que os pode beneficiar e muito), mas sim o Fórum Almada com o seu estacionamento gratuito, o facto de circularem automóveis na zona pedonal, afastando os peões, e a falta de estacionamentos gratuitos para os moradores.

Perante isto, nós, interessados na qualidade de vida dos cidadãos do centro de Almada (eu incluída) e, acima de tudo, interessados em criar vida nesta cidade, pretendemos alertar para UM dos problemas urbanísticos que se sentem. O facto de haver um excesso de veículos a atravessar a zona pedonal, com ou sem autorização. E também, o facto de haver um excesso de autorizações concedidas pela Câmara Municipal de Almada.

Não vemos em que ponto há qualquer tipo de fascismo aqui. A única ditadura que há é a dos automóveis, que continuam a estar numa hierarquia superior aos peões e ciclistas, mesmo dentro de uma zona que deveria ser pedonal.

Ponto Verde disse...

Carissima Silvia , respeito e enalteço a mobilização e a cidadania, estando aberto para publicar em post as vossas posições,

No entanto , no meu entender , não estão a identificar a verdadeira causa do problema, e essa causa é o projecto impraticável que foi posto no papel pela CMA.

Aquela só poderia ser uma via pedonal com o metro subterrâneo , com alternativas viárias reais e com parques de estacionamento (dissuasores do uso do automóvel) e a baixo custo , preferencialmente gratuítos.

Tudo o resto é infelizmente irrealista e utópico. Como está é altamente perigoso para peões.

Um projecto destes não pode ser viável por decreto, nem os dias sem carros são a solução. Há que repensar a cidade de uma outra forma. Proíbir não é a solução, mas sim criar alternativas viáveis e praticáveis

Anónimo disse...

O grande problema é que em nenhuma cidade que asi se considere se pedonaliza principal eixo da cidade, se pedonalizam as ruas adyancentes a estes grandes eixos. Se não viajem pela Europa, mesmo aqui ao lado na Espanha e aprendam a facilitar a vida ao cidadão e não a incomodarlo como parece ser o propósito da CMA. o que fizeram com Almada é uma aberração que não tem nem pés nem cabeça, por este motivo é que Almada é um deserto.

Luiz.

Anónimo disse...

A CÁMARA DA LATINHA







A nova alcunha da Cámara de Almada é 'LATINHA'...

A gente anda pela rua e aponta para as portas fechadas e diz:




LÁ TINHA uma loja...



LÁ TINHA uma fábrica...



LÁ TINHA um armazém...



LÁ TINHA trabalhadores...



LÁ TINHA um sonho...



LÁ TINHA esperança...



LÁ TINHA uma escola...



LÁ TINHA um serviço de urgência...


LÁ TINHA uma avenida...


LÁ TINHA esperança de dias melhores...

















-

Anónimo disse...

Parece-me que este grupo GAIA anda a tentar limpar o rosto da Emília e da Câmara de Almada.
Não será uma versão dos Verdes recauchutada?

No fundo não criticam a CMA pelas opções erradas em fazer uma zona pedonal em local errado.

Será mais uma "fantochada" democrática à maneira PCP?

pedalofilo disse...

mas porque é que em Portugal sempre que há uma tentativa de cidadania (=cidadãos independentes juntos para promoverem os seus interesses colectivos) há sempre uma carrada de almas a ligarem-nos a esquemas conspiratórios de movimentos ultra-politico-partidários?

Confessem, há muitos de vós (críticos de acções cívicas) que gostariam de voltar à simplicidade dum mundo ordenado a preto-e-branco, bons e maus...

Olhem, fiquem com a Almada que merecem... fiquem com o vosso Portugal. Parabéns, e façam bom proveito. Dêem cumprimentos à vossa Manuela, José, Paulo, Jerónimo, ou lá quem seja o vosso paizinho.