segunda-feira, janeiro 05, 2009

DO PARAÍSO CDU PARA A DURA REALIDADE


Seixal, o Paraíso CDU onde se recusa sequer discutir a criação de uma Polícia Municipal , revela afinal uma dura e sangrenta realidade .

Sem comentários de qualquer espécie, vejamos o que aconteceu sómente neste final/inicio de ano:


02 Janeiro 2009 - 00h30 - Portugal
: Croata assassinado ao tentar vender carro A pouco mais de uma hora do Réveillon, o croata Roki Bozdarevic, 26 anos, encontrou-se com um cliente junto à estão da Fertagus do Fogueteiro, Seixal, para tentar vender um automóvel. O negócio, no entanto, nunca chegou a concretizar-se. O imigrante ainda ligou ao irmão a dizer que precisava de ajuda, mas quando essa ajuda chegou já o vendedor tinha sido morto a tiro.

(...) 02 Janeiro 2009 - 00h30 - Portugal : Libertado voltou a roubar Na terça-feira, o CM noticiou a detenção de um toxicodependente que em três dias assaltou outras tantas bombas de gasolina no concelho do Seixal. Minutos depois de ter saído em liberdade do tribunal, o homem assaltou uma mercearia em Fernão Ferro para arranjar dinheiro para comprar droga. (...)

31 Dezembro 2008 - 00h30 - Portugal : Polícias feridos à pedrada Dois agentes à civil da PSP do Seixal foram ontem feridos à pedrada no bairro da Cocena, em Paio Pires, quando tentavam deter três homens que foram encontrados no interior de um carro furtado. Foram chamados reforços da GNR. (...)

31 Dezembro 2008 - 00h27 - Última Hora
: Carjacking violento no Seixal Seis homens roubaram na madrugada de ontem um Mercedes nas bombas de combustível da BP do Seixal. Munidos de armas de fogo, dois deles agrediram o condutor, de cerca de 40 anos. As assaltantes fugiram num Seat Ibiza e no Mercedes roubado. (...)

30 Dezembro 2008 - 00h30 - Portugal : Assaltou bombas com faca . Um toxicodependente armado de faca assaltou duas bombas de combustível, no espaço de pouco mais de 24 horas, no Seixal. O ladrão foi preso pela PSP pouco depois de ter feito o segundo roubo. (...)

(Compilado por Seixalense Atento)

5 comentários:

Daniel Geraldes disse...

Contra factos não há argumentos!!!

ex-militante disse...

Isto é resultado de uma politica de massificação urbana para dar peso político ao concelho . Isso provocou e provocará ainda mais no futuro estes casos. É o resultado concreto de politicas de construção social erradas e desumanas.
A população de Pinhal dos Frades há cerca de dez anos que alerta para estas consequências e que alertou para o erro que se estava a cometer com a construção do bairro da Cucena , da mesma forma que se opunha á construção de um destes bairros na Flôr da Mata.

Anónimo disse...

Não sei porque razão a maioria CDU se recusa a discutir a criação de uma Polícia Municipal. Era uma forma de deixar mais libertos de determinadas funções os profissionais da GNR e PSP para combate ao crime e à insegurança. Também aqui a CDU está a hipotecar o nosso futuro e a nossa tranquilidade e qualidade de vida.

j.a. disse...

Mais um post demagógico e xenófabo do fascista pontoverde .

Jorge Gomes disse...

Enfim neste País é uma vergonha! Acerca da estação da Fertagus do Fogueteiro fiquei surpreendido...Enfim estamos em Portugal!
Abraços
OFF TOPIC:
O concelho de Seixal irá ter, a longo prazo, uma rede de pistas para utilizadores de bicicleta, com uma extensão de cerca de 90 quilómetros. No próximo ano, a autarquia já pretende investir cerca de 100 mil euros na construção de cerca de 10 quilómetros de ciclovias. Esta pista tem como objectivo a melhoria do ambiente, o reforço da mobilidade e das acessibilidades no concelho. As apostas definidas pelo município, até 2010, recaem sobre a prioridade às bicicletas em toda a zona da baía, no qual serão investidos um milhão de euros, a longo prazo, em infra-estruturas. Mário Alves, engenheiro e consultor de mobilidade neste projecto, alerta que a questão da mobilidade é "problema político com soluções políticas que depende da articulação entre técnicos, autarquias e cidadãos” adiantando ainda que" a sustentabilidade é a responsabilidade de garantir a qualidade de vida". Para o responsável, o objectivo passa por "inverter a actual prioridade dada aos carros e passá-la para as pessoas". Mário Alves referiu ainda que na ultima década a mobilidade na Área Metropolitana de Lisboa “tem aumentado e é importante apostar na acessibilidade enquanto facilidade de acesso das pessoas aos locais e não tanto na mobilidade, que é apenas a quantidade de movimento das pessoas".

Marta Gomes
IN: http://www.transportesemrevista.com/arquivo_passageiros.asp
Um utilizador assíduo
Jorge Gomes