sexta-feira, novembro 28, 2008

A INAUGURAÇÃO 2


A tentativa de cercear os forums de discussão livre , consubstanciada em comentários deixados nas dezenas de blogues de análise da realidade local, nascidos nos últimos anos é só mais uma forma de tentar anular a discussão sobre a politica e as decisões que têm sido postas em prática nas últimas três décadas de poder local dito , Comunista na Margem Sul do Tejo.

A táctica é no fundo , básica , "quem não está por nós , está contra nós" e está contra o desenvolvimento... e está contra o progresso... no sentido de que sejam quais forem as decisões tomadas, elas têm de ser aceites incondicional e acriticamente, o que contrasta com o que poderiamos, à mesma luz, considerar de falta de patriotismo do PCP em relacão ao Governo da Nacão , seja ele qual fôr , democráticamente eleito que não PCP avaliável pelo permanente clima de guerrilha instaurado .

O entendimento local é no sentido de que temos de aceitar , as urbanizacões, os condominios fechados, os golfes , ou demagógicamente, os hospitais que quiserem e onde quiserem , na acepção de que um hospital, seja ele qual fôr e onde fôr , é sempre bom ... não menos falaciosas são as constantes lutas externas pela criação de novas estruturas , de novas estradas , de um novo meio de transporte ... Há é que existir ou inventar um objectivo centrado num "inimigo" externo (o Governo Central) sobre o qual se põe o ónus do seu fracasso , e se aplicam as tácticas de diversão do momento, sempre necessárias para cobrir outras lacunas que convém disfarçar .

O que é perigoso nesta forma de estar na politica, é o não aprofundar das questões fundamentais e reais . Questões como a do hospital por exemplo, não são asim tão lineares pois que como sabemos , quanto a um hospital, não é só a construção de paredes que está em causa...

Por outro lado há um perigoso unanimismo neste comportamento populista e boçal que arrasta para determinados frentismos até a oposição, embora compreensível refém desta postura eleitoralista permanente que é na prática , limitadora da discussão aberta e traduzida no aprisionamento da democracia e das opiniões individuais.


O caso do Aeroporto de Lisboa e alteração da opção Ota por Alcochete deixou claro que num regime democrático, as decisões, mesmo as tomadas há muito e aceites como indiscutíveis , não são inquestionáveis, nem passíveis de não ser corrigidas e alteradas . Por isso , não se entende que a nível local se imponham contra tudo e contra todos opções estranhas, onerosas e contrárias ao bom sensso.

Por exemplo não se compreende a imposição iracional tomada nos percursos do MST . A única lógica estará certamente , neste ser o percurso propagantisticamente mais visível (veja-se o aproveitamento na campanha em exibição nas televisões ) ... mesmo que na prática sejam as opções que menos serve em termos de comodidade , a população .

A mesma opção de show-off , estará na forma e no local onde se pretende construír no Seixal um Hospital em plena Rede Natura 2000 só porque este é o local ,panfletáriamente mais visível da autoestrada.

Tudo isto se pretende fazer , muitas vezes , à margem do conhecimento da população e sobretudo da discussão e do querer das populações , do seu bem estar , da defesa do bem público e sobretudo do interesse público .

Estes são exemplos e métodos de um cacíquismo inaceitável e do que por cá se passa , desejadamente á "porta fechada" e que urge denunciar e ser mudado.


Esta forma de fazer politica , de gerir tráficos de influência , e do que ao comum dos cidadãos se afigura de corrupção, conhecemos de jingeira há mais de trinta anos .
É uma forma de vivência "democrática" que cerceia a nossa capacidade de intervenção politica a um nível de cidadãos europeus de segunda, não é admissível num país europeu no seculo XXI , numa democracia ocidental, não admissivel num país livre.


Esta inevitabilidade indiscutível e inquestionável que se pretende atribuír às decisões CDU para a Margem Sul, são uma forma única e exclusiva de permitir ao PCP servir a seu bel-prazer , as suas clientelas e sobretudo, garantir a sua sobrevivência como partido. Longe está o objectivo de melhor servir a população ou de lhe dar melhor bem estar ou qualidade de vida... estas três décadas têm-no demonstrado.

A Degradação do ambiente, da paisagem e da qualidade de vida nos últimos trinta anos na Margem Sul e a tentativa constante de cercear direitos, liberdades e garantias constitucionalmente salvaguardadas, são disso um exemplo indiscutível.

10 comentários:

Anónimo disse...

O MST tem três anos de atraso...
O Concelho de Almada tem mais de trinta...
De quem é a culpa destas aberrações?
Dos autarcas que temos e do partido que os manipula como os mestres da arte circense manipulam os fantoches...

Anónimo disse...

Vocês devem estar a brincar!

A margem sul é dos sítios mais democráticos em Portugal, isto fazia sentido no norte do país ou no Alentejo. Aqui não!

Não mintam mais, é feio.

Anónimo disse...

O sul democrático!sempre que não encomodes e não protestes contra os pc.

J.A. disse...

Este blogue é reaccionário e anti-comunista primário. Estes mentecaptos frustrados têm que dizer mal de tudo e de todos só por serem do PCP. O PCP é um partido democrático de gente honesta e trabalhadora a que esta escumalha, paga sabe-se bem por quem só aqui vem para denegrir o bom trabalho da CDU.
O PCP e a CDU são exemplos para o país e para o mundo de uma forma sã de estar na politica e não como os outros partidos que estão ligados aos bancos, aos latifundiários e aos exploradores da classe operários.
Bem podem espernear que o PCP será o grande vencedor e a grande alternativa à queda do capitalismo e dos seus joguetes como o Obama ou o Sócrates e o Barroso. Destes não fala o bandalho do ponto verde nem a corja de comentadores merdosos que aqui vêm beber o sangue da sua frustração.

paulo silva disse...

Esta semana um amigo meu residente em Loures, telefonou-me e no meio da conversa deu-me os parabéns pelo trabalho autárquico realizado no Seixal, dizendo que não conhece outro concelho onde exista tanta oferta cultural e com tanta qualidade.
Após desligar o telefone, meditei na palavra do meu amigo, e tive de concordar com as mesmas.
É que reportando-me, apenas, aos últimos meses, no Seixal tivemos o Seixal Jazz, com um cartaz espectacular.
Acabou o Seixal Jazz e tivemos o aniversário do Fórum Cultural, com um excelente espectáculo de Sérgio Godinho.
Agora esta a decorrer o Festival de Teatro, com um programa diversificado e descentralizado por todas as freguesias. Ao mesmo tempo está a decorrer a 7.ª Edição da Estação do Livro. Uma iniciativa que envolve toda a comunidade escolar promovendo actividades de animação e promoção de leitura em 30 escolas do concelho.
E a biblioteca e o arquivo histórico inauguraram uma exposição comemorativa dos 15 anos de actividade, dando a conhecer todo o trabalho realizado na promoção da cultura, informação e conhecimento, os seus resultados e perspectivas de futuro.
Já estão anunciados os concertos de Natal com participação de diversos grupos corais locais.
A actividade cultural no concelho do Seixal é pois muito intensa, diversificada e de elevada qualidade, colocando o nosso concelho na agenda nacional, sendo reconhecida como um caso impar a nível nacional.
É este o trabalho desenvolvido pelo PCP neste concelho há mais de 30 anos. Trabalho que foi, e é, determinante para a consolidação deste concelho, como um dos concelhos do país com melhor qualidade de vida. Um concelho onde vale a pena viver e que por isso atrai cada vez mais gente, que quer melhor qualidade de vida e por isso vem viver para o concelho do Seixal, pois é bom viver no concelho do Seixal.

Anónimo disse...

É bom viver no seixal???? Só pode dizer isso quem não vive cá!!!! Politica de urbanismo?? Politica de infraestruturas viárias???? Politica de desenvolvimento??? Isso n interessa, o importante é ter muita oferta cultural para a a malta andar andar distraída!!!!Tenham juízo!!!!

Anónimo disse...

e porque não assumir o anti-comunismo primário?

Sim! não concordo com a política seguida pelo PCP no que concerne aos concelhos da Margem Sul - Sou anti-comunista primário!

Sim! Repulsa-me um partido, através de um dos seus deputados, que afirma que a Coreia do Norte não é uma ditadura ... - Sou anti-comunista primário!

Sim! Repulsa-me um partido que deixa que se escreva no seu órgão oficial que foi entendível a posição da ditadura militar birmanesa (hoje Mianmar) de vetar a entrada das organizações internacionais no recente desastre natural das cheias, porque aquelas representavam a entrada dos "interesses imperialistas dos Estados Unidos". - Sou anti-comunista primário!

Sim! Fico F**** com F grande quando participo em assembleias de freguesia onde os representantes do PCP não deixam ninguém expressar uma opinião contrária e agem como se quem fala em sentido contrário fosse o maior criminoso que existe à face da terra... porque só e apenas eles têm preocupações sociais e defendem os trabalhadores. - Sou anti-comunista primário!

Sim! Desespero com a hipocrisia de quem fala sobre a defesa dos trabalhadores e dos seus interesses e tudo fez para congelar durante mais de 10 anos os salários dos trabalhadores da Siderurgia Nacional, nivelando todos os salários por baixo à boa maneira estalinista. Sou anti-comunista primário!

E sim! Acho aberrante que os mesmo hipócritas, andem a encher a boca para defender os trabalhadores e ao mesmo tempo se preparem para aprovar uma reconversão dos terrenos norte da Siderurgia Nacional num mega projecto imobiliário, sabendo estes mesmos hipócritas que essa reconversão poderá levar à deslocalização da actual industria instalada por esta antever os problemas de vizinhança que daí possam surgir. Depois, assistiremos claro está a manifestações e a discursos à porta da fábrica contra os governos e o grande capital, passando uma esponja por tudo o que está na origem (cá estaremos para ver caso o projecto avance)... Sou anti-comunista primário!

Sou anti-comunista primário acima de tudo porque não é possível encetar uma discussão construtiva tendo por base acusações primárias de "bandalhos" que matam à partida quaisquer possibilidades de existência de troca de ideias! Mudem de atitude, ouçam outras opiniões e ideias, ainda que com elas não concordem e, de vez em quando, saibam reconhecer os erros quando eles existem... porque defender projectos como o MST e não reconhecer os erros e os atropelos cometidos em todo este processo é por demais ultrajante e revela que das duas uma, não vivem nesta zona ou...

Daniel Geraldes disse...

Para que conste se interessar a alguem,o que eu duvido, eu sou anti-comunista e socialista primário, mas sou um democrata primário.

Mas não misturo aquilo em que acredito, com a gestão executiva do Seixal, e aparte as ideologias políticas, esta gestão é pessima,catastrofica e lesa Concelho.

Anónimo disse...

http://2.bp.blogspot.com/_qD2Jhj72EBI/STEfcLSaehI/AAAAAAAACRI/lrR06ZcZ0JY/s1600-h/pp+sider+sxl.JPG

Anónimo disse...

http://1.bp.blogspot.com/_qD2Jhj72EBI/SSRuEErqPBI/AAAAAAAACQw/8A-tQA1Kv6I/s1600-h/image002.jpg