domingo, agosto 17, 2008

SER POLITICO HOJE ! AQUI !




Publicou-se aqui ontem um texto sobre o que é ser politico hoje aqui, numa altura em que se bateu no fundo na governan
ça desta margem entregue a valores pouco claros e contrários aos interesses de todos mas a favor da ganância de alguns.

Há no entanto uma réstea de esperança numa nova leva de politicos, mais cultos, mais esclarecidos e mais honestos perante os eleitores. É neles que creio , por terem dúvidas , por acreditarem que é possível fazer melhor , e por terem um lado humano, tão ausente por estas bandas.

Sem mais, passo a citar um texto de Samuel Cruz sobre a morte recente de um cidadão íntegro , inconformado e exemplar na sua cidadania, no Seixal, uma lição para os Politicos , um exemplo para todos nós .

« Na passada sexta-feira fui, de novo, surpreendido com uma daquelas notícias que nunca queremos ouvir. Morreu o Sr. Amélio.

A primeira vez que o vi foi numa Assembleia Municipal, onde, durante o período aberto à população, defendia acerrimamente e devidamente fundamentado com a sua exaustiva pesquisa, o direito da Ponta dos Corvos ser integrada na "sua" freguesia do Seixal. Nesse dia, ao longo duma extensa intervenção, várias vezes foi interrompido pelo Presidente da Mesa que lhe repetia: "O Sr. Munícipe tem que terminar".

Depois duma destas interpelações, Amélio interrompeu o seu raciocínio e dirigindo-se ao Presidente da Mesa replicou: "Vê lá se te calas que já estou farto de te ouvir e ainda sou teu tio pela parte da tua mulher!" É este o Sr. Amélio que guardarei na memória, interessado na causa pública, estudioso e corajoso.
Mais tarde, através do Vereador Menezes Rodrigues, vim a saber que o Sr. Amélio era uma verdadeira lenda viva nos idos de cinquenta do século passado no Seixal. Terá passado de boca em boca a rixa em que Amélio se envolveu no estádio do Bravo por esses anos, e aquando da chegada da Guarda a sua espectacular fuga saltando a barreira de elevado declive que separa o Estádio do núcleo urbano do Seixal.

Não tanto por estas aventuras, mas por outras de cariz mais político, já referenciado pela policia política, Amélio acompanhado da família emigrou para o Canadá e mais tarde para os Estados Unidos, onde continuou a sua luta política, financiando os movimentos oposicionistas e, ele próprio, organizando núcleos de Portugueses que inevitavelmente se tornavam pólos agitadores contra o regime instalado.

No estrangeiro elevou sempre bem alto o nome de Portugal e o do "seu" Seixal através do seu ofício, carpinteiro naval, profissão que exercia com mestria.
Aprendeu o seu ganha-pão na praia do Seixal, como fazia questão de frisar, mas trabalhou com reconhecimento, nos mais prestigiados e luxuosos estaleiros de barcos de recreio.
Com os alvores da Liberdade voltou à sua terra e exerceu o cargo de Presidente da Junta de Freguesia, que se designava ainda Regedor, no período que antecedeu as primeiras eleições autárquicas. No entanto, desiludido com o rumo que a Revolução tomava rumou de novo ao caminho do auto-exílio.

Já reformado volta à sua terra, desta vez apenas empenhado em defender a integração da Ponta dos Corvos na freguesia do Seixal e na defesa das alfaias do seu ofício, mal representadas na heráldica do concelho do Seixal, talvez numa representação criada por quem fosse mestre de outros ofícios...

Sendo a generosidade seu timbre, não posso, por fim, deixar de recordar a ocasião em que sabendo-me praticante de vela me visitou no meu gabinete, trazendo consigo uns sapatos de vela de elevada qualidade que guardava das aventuras além-mar, por isso, mas acima de tudo pelo exemplo, aqui fica o meu muito Obrigado Sr. Amélio com a firme promessa que continuarei a sua Luta.

Hasta la Victoria, Siempre! »

___________________________________________

Hoje mais um caso polémico, mais um tiroteio num Bairro Social , desta feita na Quinta do Mocho, ou melhor, no Bairro que realojou a Quinta do Mocho...

3 comentários:

Anónimo disse...

Sr. Vereador Samuel o Sr. é caso raro na política no Seixal desde há 30 anos para cá. Deposito em si a confiança e a esperança de que não poupará esforços na luta pela liberdade, pela democracia, pela cidadania. A sua luta é a minha luta, a luta do Sr. Amélio é a nossa luta. Tenho a certeza de que não se calará. Tenho a certeza de que os seus valores não têm preço. Consigo está muita gente que acredita que é possível mudar. Ao Vereador Samuel o meu muito obrigado e também ao a-sul igualmente o meu obrigado pelo excelente trabalho realizado que nos tem permitido receber informação e nos tem permitido participar.
Na expectativa de uma aliança entre Dr. Samuel Cruz e o Dr. Paulo Edson nas próximas eleições autarquicas, hasta la victória, siempre!

Ponto Verde disse...

Comentário deixado no blogue Rumo a Bombordo onde o post que replicámos foi publicado:

É com muita consternação que leio esta notícia , o senhor Amélio era uma referência na luta contra a prepotência e a mediocridade reinante no poder da Câmara do Seixal e por isso ¨persona non-gratae¨.

Era um exemplo vivo de trabalho e de intervenção civíca . Caro Amélio ,vou sentir falta dos dossiers e das fotocópias que por mão amiga me fazia chegar sobre os desmandos desta autarquia e que , acabou por tanto o prejudicar...

Faltam Amélios com memória nesta terra cada vez mais governada pelo esquecimento e minada por quem não tem amor a este rio, aos pinhais , aos campos e ao seu património e tradições.

Mas a sua luta , o seu exemplo e a sua memória garanto que vão continuar enquanto reinar a ditadura, o oportunismo e a corrupção que tanto o agastavam.

Alda disse...

A imigração desregrada está a dar os seus frutos!Fugiram à miséria reinante nos seus paises.Primeiro viveram em barracas e pouco mais, depois os nossos governos deram-lhes habitações decentes e é assim com este tipo de comportamentos primitivos que agradecem a quem os acolheu civilizadamente.