sexta-feira, agosto 26, 2005

MENTIRA DEMOCRATICA















Espanha , aqui ao lado, porque nos escapa esta qualidade de vida?


Francisco Moita Flores escrevia em 15/08/05 no jornal Correio da Manhã o artigo com o título "Sempre presente" do qual foram retirados os seguintes excertos " A pré campanha para as eleições autárquicas é reveladora do estado da nação e da necessidade de voltar a pensar com seriedade e rigor a responsabilidade, politica, cível e criminal sobre o modo como muitos candidatos encaram a propaganda eleitoral e , por outro lado é um sinal do estado de debilidade da nossa vida democrática que permitiu o regresso dos cacíques sem respeito pelos dinheiros publicos nem pela vida das populações.

Tenho vivido com particular empenho este período para constatar que muitos candidatos, actualmente presidentes de câmara, utilizam os dinheiros publicos em proveito próprio nas suas campanhas. Desde a multiplicação de outdoors assinados pela edilidade, poupando dinheiro ao partido e gastando o nosso, até à utilização dos seus colaboradores pagos pelo erário público em acções camufladas de campanha, passando por compromissos obscuros com empreiteiros, pela manipulação da imprensa local que depende da câmara para subsistir, por autênticas compras de votos com uso de subsidios distribuidos cirurgicamente, de tudo um pouco vale para se fazer eleger sem respeito por eleitores.

Os casos são muitos e cada vez mais graves. O democrata vai dando lugar a um cacíque ameaçador e tirânico, que de tudo se serve para repudiar, ou até banir, aqueles que os interpelam conforme a regra democrática(...) (continua com o exemplo do caso de Fatima Felgueiras, terminando depois)(...) Ou o estado inflete rapidamente o controlo sobre os caciques dos novos tempos (e a linitação de mandatos é apenas um fraco remédio) ou não restará outra coisa que não seja a monumental mentira democrática".

Isto é Politica? Não Ambiente? Mas se na Visão de hoje Paulo Morais , vereador do urbanismo da Câmara do Porto diz :

"- Nas mais diversas câmaras do País há projectos imobiliários que só podem ter sido aprovados por corruptos ou atrazados mentais"

10 comentários:

Anónimo disse...

Moita Flores: Candidato do PSD a Presidente da Câmara Municipal de Santarém;
Paulo Morais: Vereador do PSD com o pelouro do urbaniesmo na Câmara Municipal do Porto, e que foi "despedido". Durante o seu mandato teve várias decisões polémicas sobre a aprovação de projectos imobiliários, tendo sido por diversas vezes acusado pelo vereador Rui Sá de fazer fretes aos especuladores imobiliários. Assim sendo as palavras proferidas pelos mesmos valem o que valem.

João Noronha disse...

Viva o CDS/PP que são amigos do ambiente:
CDS-PP quer autarcas amigos das famílias e do ambiente

A comissão política do CDS-PP deverá aprovar esta sexta-feira a Carta de compromissos do autarca democrata-cristão, que elege a família e o ambiente como duas prioridades.



Na Carta, a que a Agência Lusa teve acesso, definem-se como destinatários preferenciais da acção política local do CDS «as pessoas, as famílias, as escolas e as empresas».
O primeiro compromisso da Carta é o empenhamento dos autarcas democratas-cristãos na criação do «bilhete de família», que daria descontos aos munícipes em actividades culturais, educativas, desportivas e recreativas, independentemente do número de elementos do seu agregado familiar.

Outras das ideias a favor da família são a criação de tarifas familiares de água - que tenham em consideração o número de elementos do agregado familiar -, bem como de prémios municipais para as empresas «familiarmente responsáveis», ou seja, que permitam a conciliação entre actividades profissionais e vida familiar.

Assegurar a presença de médicos de família nos centros de saúde, promover condições de acessibilidade para os cidadãos deficientes e reforçar a criação de centros de dia e o apoio domiciliário para idosos são outros dos compromissos dos autarcas democratas-cristãos.

Na área do ambiente, a carta a aprovar esta sexta-feira à noite consagra como prioridades o desenvolvimento económico sustentado e o uso mais eficiente dos recursos naturais e da energia.

Os autarcas do CDS-PP contam ainda, entre os seus compromissos, com a obrigação de promover a preservação do património cultural e de fomentar as actividades turísticas que assentem nos usos, costumes e tradições.


Diário Digital / Lusa

João Afonso disse...

Já repararam que os oudros do candidato do PS a Almada, sob o titulo "Comigo os bons projectos vão sair da gaveta" apresentam como fundo a idiotice que fiou conhecida como a "Manathan" de Almada, ou seja o projecto megalómano para os terrenos da antiga Lisnave.
Pelos vistos depois do candidato do PS ao Seixal vir falar em 500 milhões de euros em betão para a Ponta dos Corvos, o seu companheiro de Almada, com inveja, promete 5000 milhões de euros de Betão para a Margueira.
Enquanto estes candidatos do PS se digladiam para ver quem promete mais betão, o ponto verde, demonstrando de forma inequivoca a sua independência e amizade pelo ambiente, não comenta tais disparates e acusa as edilidades comunistas de só se preocuparem com o betão... Se os comunistas só se preocupam com o betão, o que seria se porventura ganhassem os socialistas?
A realidade seria tão má que eu até me recuso a pensar na mesma...

Anónimo disse...

CDS / PP amigo do ambiente ???

Então agora que o Paulo Portas émuito amigo do Pato Donald, ao ponto de ser condecorado, como éque compatibilizam o negócio da venda de armas para onde o Paulinho das Feiras vai trabalhar como consultor, com estas coisas e ideias de ambiente ?

De facto... CDS/PP........CDS/Pouco Pouco...

Quanto ao candidadto de Almada, de facto ter um cartaz como o que aqui é referido vem no sentido das más ideias que o 1ºcartaz já mostrava. A maria Emília ganha fácil e novamente com maioria.

Manuel Reis Pires disse...

A de Manathan de Cacilhas ser uma bandeira eleitoral do PS em Almada, não lembra ao Diabo. Com efeito parece que o PS escolheu em Almada e Seixal os piores candidatos possíveis. Parece que houve um acordo entre o PS e o PC do estilo, nós, PS, mandamos para a margem Sul uns idiotas a fazer de candidatos, vocês, PC, ganham as Câmaras com uma perna às costas e como contrapartida apoiam o Mário Soares nas Presidenciais!

Anónimo disse...

O anterior comentarista é bem capaz de ter razao...mas o seu homonimo do PSD Seixal...pertence tb a galeria ...

Anónimo disse...

As opinioes de Moita Flores e Paulo Morais nada valem por nao serem opinioes do PCP. É isso?

Anónimo disse...

este blog é mesmo merdoso...mas memsmo assim passo por cá de mês a mês, como quem sintoniza a TV Shop ou TV Record para ver o k não se deve fazer. O PS no Seixal quer fazer na Ponta dos Corrvos um mega projecto imobiliário (nova manhatan?) de 500 milhões de euros. Sim, 500 milhões (o preço de aquisição dos submarinos do P Portas). No entanto o hospital que é necessário e só custa 50 milhões não acham necessário.....Ó shenhor menezes, por favor desvie lá um dinheirito p o hospital k a malta fika contente..VIVA O AMBIENTE (MAU?) SOCIALISTA

Anónimo disse...

ó noronha, essa de eleger a família e o ambiente como prioridades é de morte...AH não é o concurso de anedotas do Goucha! Pois é, se calhar voces democrtas-cristãos não sabem, mas existe fome e miséria em portugal. Talvez o ambiente melhorasse (assim como o ambiente familiar) se pensassem em resolver esse problema...é um fatalismo do capitalismo haver muitos com tudo e mu´tissmos mais sem nada....vamos rindo e cantando o hino da fufa da Dina!

Anónimo disse...

As opiniões do Moita Flores e do Paulo Morais valem o que valem atendendo ao contexto em que são feitas. Moita Flores, no contexo de falsa virgem, que vem resolver todos os males do mundo. Paulo Morais, no da p**a despedida, depois de usada e abusada durante 4 anos, em que realizou todos os caprichos do seu chulo!