segunda-feira, agosto 15, 2005

MARGEM SUL VISTA DA "RIVE GAUCHE" 5




Paris Margens do Sena Agosto de 2005 - Qualidade urbana a baixo custo

Pelo velho fatalismo português olhando para as nossas cidades , sobretudo na Margem Sul do Tejo, continuamos a recitar de cor o "tudo isto existe, tudo isto é triste, tudo isto é fado", pelas imagens apetece antes dizer, tudo isto existe, tudo isto é barato, tudo isto é qualidade de vida!!!
E se não temos condições de utilizar estes meios é porque os nossos autarcas e urbanistas falharam em toda a linha.

Mobilidade individual, qualidade dos espaços urbanos, meios alternativos aos combustiveis fósseis são hoje básicos a qualquer espaço urbano europeu, falou-se daqui do centro de Paris , mas poderia ter falado da periferia, dos bairros "problemáticos" , da banlieu dos portugueses e de todos os franceses, ou das pequenas cidades e vilas... por alguma razão França é o primeiro país europeu receptor de turismo !!!

São opções urbanas de muito baixo custo, são opções urbanas fáceis de pôr em prática, são soluções com um retorno enorme em termos de qualidade de vida e bem estar das populações, e não só se trata de população jovem, estas soluções servem também a quem tem mobilidade reduzida, aos mais idosos , às familias com carrinhos de bébé , um pesadelo em Portugal.

É também uma forma de revitalizar o centro das cidades e o comércio tradicional pela mobilidade que traz aos cidadãos, com ganhos em termos de poluição, redução de tráfego automóvel e incutindo um contraponto à vida urbana sedentária fonte de tantos problemas de saúde.
__________________________________________

Terminamos aqui as nossas cronicas em directo de Paris, e da Margem Esquerda do Sena (Rive Gauche) , amanhã as crónicas serão de uma outra cidade da Europa mais ao Sul.

3 comentários:

Anónimo disse...

Nada mais verdade que pena seremos este país.

NP disse...

Não concordo com o dramatismo e com o atirar de toalha ao chão do comentário anterior, há que mostrar bons exemplos, para fazer vez como podemos melhorar, até porque o nosso clima é bem melhor que outro qualquer da Europa.

Este périplo de férias, imagino eu, do autor deste blog tem sido interessante, mostra que temos muito que "pedalar"... especialmente quem nos governa, a nível local e nacional.

Anónimo disse...

Pedalar?? Mas eles gostam é de belos e reluzentes Mercedes... gostam deles nao por serem simbolo capitalista, mas sim um produto feito pela classe operária : HIPOCRITAS pois entao, estes ultimos posts europeus mostram que nao é dificil fazer bem... mas e os interesse que há que servir???

Pasteleira Man