domingo, outubro 28, 2007

VEJA AMBIENTE






















Também em português , mas com sotaque brasileiro, a revista Veja desta semana tem uma edição dedicada ao ambiente, das alterações climáticas às boas práticas ambientais.

O artigo é de grande interesse pois põe em paralelo comparativo as previsões dos cientistas do Nobel - Painel das Nações Unidas para as Alterações climáticas , a divulgação feita por Al Gore e também a posição dos cientificamente cépticos a estas previsões, os que acham que "não existem dados suficientes para afirmar que eles serão catastróficos a ponto de pôr em perigo a vida humana na Terra".

Destaque também para a entrevista dada pelo dinamarquês Bjorn Lomborg, um prestigiado céptico para quem "O aquecimento Global é uma questão de longo prazo, com consequências perceptiveis dentro de 100 anos. De facto ele pode aumentar o risco de desastres naturais, mas em proporção muito menor do que se diz."

Esta declaração de Bjorn Lomborg é uma constante nos cientistas ditos cépticos, em contraponto ao Painel das Nações Unidas, considerados por os anteriores como "catastrofistas", no entanto, de uma análise geral , ambos divergem sómente na interpertação de alguns dados e da dimensão dos seus efeitos.

Muito poucos são os que duvidam da responsabilidade do Homem nas alterações climáticas em curso e duvidam dos seus efeitos.

_______________________________________________


AGÊNCIA LUSA AO SERVIÇO DA CÂMARA DE ALMADA?

Parabéns à agência de comunicação que está a trabalhar para a Câmara de Almada de há umas semanas a esta parte. Ontem, até uma não notícia conseguiu destaque no Publico , e a noticia foi, um vereador ter dito existir "um consenso alargado por parte de quem pode decidir " isto para prometer o Metro até á Costa de Caparica...

Ficámos a seber que "O Metro Sul do Tejo já circula entre Corroios e a Cova da Piedade" e que "A Câmara Municipal de Almada sempre defendeu um prolongamento do metropolitano de superficie, cuja linha está actualmente em construção , até à Costa de Caparica"

A empresa trabalha mesmo bem , para além de fazer noticia de uma suposta hipotética novidade resultante de um não fundamentado "consenso"...consegue, por despacho da Agência Lusa (fonte da noticia de autor desconhecido...) criar uma realidade virtual acerca de um projecto que visto por este prisma é um paraíso na Terra e o tal vereador um mensageiro do Céu !!!

3 comentários:

Luis Eme disse...

O ridiculo não mata nem faz ferida...

deixa-nos apenas de boca aberta, por estes "vereadores fenomenais do entrocamento", dizerem estas coisas com o ar mais sério do mundo.

autobahn disse...

O Grupo de Acção e Intervenção Ambiental (GAIA) e a Associação de Estudantes do Instituto Superior de Agronomia convidam a participar no debate

OGM: O debate em falta - Riscos e (in)certezas da engenharia genética na agricultura

30 de Outubro, 14h00 – Sala de Actos do Instituto Superior de Agronomia | ENTRADA LIVRE

As posições dos vários actores no debate dos organismos transgénicos estão divididas. Enquanto que uma parte está seriamente convicta de que a aplicação da engenharia genética na agricultura é o caminho a seguir na agricultura global, a outra parte acredita que a utilização de OGM* é semelhante à abertura da caixa de Pandora, contendo toda uma série de riscos e ameaças para o ambiente, saúde humana e sociedade em geral. Muitas questões pairam no ar: De que riscos se tratam? O que sabemos destes? E o que não sabemos?

Apesar de estas questões serem por si só suficientemente difíceis de responder, outra série de questões apresenta-se como fulcral: Quem são exactamente os actores no debate? E, por outro lado, como decidimos como cidadãos se consideramos os riscos aceitáveis em comparação com os benefícios que se proclamam?

Há muito em jogo. De todas as formas, o debate está aberto.

Varanda de Almada disse...

Há quem fale e diga qualquer coisa só para não ficar calado.