terça-feira, outubro 02, 2007

ELES FALAM...FALAM...



Imagem : Protestos populares no Seixal sobre a transformação de solos florestais protegidos no PDM numa urbanização...aqui o rasto de proprietários passa até por uma off-shore sediada num paraíso fiscal.

Há dias numa conferência organizada pelo PCP, o seu secretário Geral, Jerónimo de Sousa, denunciava a:


"...verdadeira cruzada de espoliação que se traduz, não apenas na apropriação de um valioso património público pelo grande capital económico financeiro, mas em descomunais lucros nas suas actividades activamente protegidas em detrimento das condições de vida dos trabalhadores e do povo e dos sectores onde predominam os micro, pequenos e médios empresários."


Até estou de acordo caros Camaradas, há dias travei conhecimento de um empresário português que não consta das habituais listagens dos mais ricos, nem das revistas côr-de-rosa , no entanto tem até um jacto privado - já teve outro, confiscado por um governo estrangeiro ,que apareceu há um par de anos , envolvido com outra companhia aérea num paraíso Bolivariano - este jatinho agora implica cara lojistica e pilotos ao dispôr para levarem o dito empresário a Miami, a Chicago e a Luanda (outra República Popular de oportunidades...ou oportunistas...) onde agora há boas perspectivas de negócio...como é óbvio, não duvidando, tudo actividades legais ...


O que tem isto a ver com ambiente e ordenamento ? Bom, é que o tal senhor , gerador de , como diria Jerónimo de Sousa de
"descomunais lucros nas suas actividades activamente protegidas" , conseguiu o seu sucesso empresarial à custa da transformação de solos agricolas, florestais etc... em solos urbanos ou urbanizáveis!!! ...protegido...é claro por alguns autarcas...

o professor Paulo Morais na Conferência da Moita é que referiu que "os negócios envolvendo alterações de uso do solo são mais lucrativos que o tráfico de droga"...

Não consta que nessa senda empreendedora , apadrinhada por muitos autarcas, estejam de fora autarquias e autarcas da margem sul - possui mesmo um parque logistico nesta banda- aliás, é conhecido um negócio,com um modus operandi semelhante, denunciado há anos por cidadãos do
Seixal, via off-shore... tal como está na memória de todos as noticias vindas a lume com o novo PDM da Moita...

Ora senhor Jerónimo de Sousa, aqui também os lucros são conseguidos em " detrimento das condições de vida dos trabalhadores e do povo " ... do ambiente, da sua qualidade de vida e das gerações futuras, e conseguidos pela conivência de autarcas que assumiram perante o povo exactamente o discurso do senhor... quanto distantes ficam as boas intenções da realidade...não será?

7 comentários:

ana disse...

Como diria alguem todos diferentes todos iguais, pergunto como se pode parar tal, eu que pertenço a uma família que já foi proprietária de uma quinta na freguesia de Amora, eu que era do tempo das quintas e agora sou do betão armado, só posso irónicamente dizer que tudo isto tem a ver com a qualidade de vida que os trabalhadores merecem. Continuem queridos autarcas.

Anónimo disse...

Coitadinha da Ana ficou sem a quintinha na Amora... Os pápás tiveram de vender foi... Então os pápás eram especuladores... malandros! E agora condenaram a menina a viver no betão... malandros! Mas a culpa é dos trabalhadores e dos comunas... Pois é... Os comunas tem a culpa de tudo até dos papás venderem as quintinhas!... Malandros...

Anónimo disse...

A ressabiamento tipico no ultimo comentario a cada camarada a sua Torrebela, acabaram com as quintas, esses latifundiarios, mas renderam-se aos especuladores e tornaram-se tao corruptos como os demais.

Anónimo disse...

tornaram-se tao corruptos como os demais.

não acho que se tenham tornado tão, acho que se tornaram mais.
é que dantes comia um ou dois, agora comem todos, desde o p. ao v. passando pelo t. e a fatia maior vai para o partido.

cidadao disse...

O primeiro comentario toca um tema interessante e o segundo dá o tom que o PCP pretende tornar o mito. Mais uma mentira!
Ou seja, se acreditam, como querem fazer crer que são os proprietários que enriquecem com os terrenos, tirem daí o cavalinho da chuva, quem ganha são os testas de ferro, os amigos bem relacionados nas autarquias a quem é depois de vendido por tuta e meia o solo agricola (que nada vale porque não se pode construír) , e que por golpe de magia, juridicamente chamado tráfico de influências, logo conseguem um projecto, mesmo com o selo de "social" para calar os mais atentos.
Isto tem um nome. É CORRUPÇÃO e o caso da Flor da Mata é um desses casos tipo!

mário da silva disse...

Não é só o PSD que tem SOMAGUEs nem o PS que tem Fátimas Felgueiras.

O PCP vive do quê? Só quem fôr mesmo muito tótó é que acredita nisto.

Aqui um artigo interessante por alguém de Esquerda, presumo.

mário da silva disse...

O primeiro link do meu comentário anterior está errado, como é óbvio.

O link certo é este: PS, PSD e BE lucram...

Procurar por PCP e rir.