sexta-feira, dezembro 08, 2006

MAU TEMPO PÕE DUNAS DA COSTA EM RISCO















Há uma situação de alerta e na Costa da Caparica, com o mau tempo que se tem feito sentir nos últimos dias a provocar o risco de ruptura do cordão dunas primário.

A ruptura deste cordão de protecção poria fácilmente em perigo - numa situação de mar alteroso com subida de nível da maré - as zonas habitacionais mais perto da costa e os parques de campismo e estruturas de apoio às praias, ali existentes, sobretudo na zona de S.João da Caparica.

Segundo a Agência Lusa

"A governadora Teresa Almeida, alertou para o perigo eminente do avanço do mar nas praias de São João provocar a ruptura das dunas e atingir habitações e estabelecimentos comerciais da zona.

No entanto, Teresa Almeida referiu que a Protecção Civil Distrital e o INAG (Instituto Nacional da Água) estão em contacto permanente no sentido de acompanhar o desenvolvimento da situação e de intervir imediatamente, caso esta assim o exija.

Quinta-feira de manhã, António Neves, presidente da Junta de Freguesia da Costa de Caparica, alertou para o perigo do avanço do mar poder destruir toda a zona de dunas, mas também os cafés e restaurantes das praias e o parque de campismo da INATEL.

Um representante do parque de campismo referiu não ter conhecimento da situação e não terem sido tomadas medidas de prevenção, visto que não foi avisado, nem pelas autoridades nem pela Polícia Marítima, da possibilidade do parque ser atingido pelo mar.

A principal preocupação do presidente da Junta está relacionada com o provável agravamento do estado do tempo nos próximos dias e com a previsão de ondas de cerca de oito metros a partir de hoje.

Para António Neves, a resolução do problema passa pelo prolongamento das obras de recuperação dos esporões, que reestruturaram os contrafortes entre a Nova Praia e a última praia paralela à avenida principal da cidade e que terminaram em Maio."

Esta situação na Costa Portuguesa é uma das consequências visiveis de um Outono invulgar em termos climáticos, com temperaturas amenas e muita chuva. Ao mesmo tempo no resto da Europa o frio também teima em chegar, com temperaturas muito acima do normal para a época e para os últimas décadas e séculos.

Há situações absolutamente invulgares de seca na Ucrânia, de falta de neve nas estâncias Alpinas de esqui, situação generalizada ao resto da Europa dos desportos de Inverno , na Inglaterra há jardins de rosas floridos nesta altura do ano, situação absolutamente invulgar, e em Roma o traje da cidade é a manga curta!!!
___________________________________________

Destaque para o blogue local, Caparica Futurista que aborda este e outros temas daquela região.

14 comentários:

Caparicano disse...

Não tenho tido ultimamente tempo para actualizar o www.caparicafuturista.blogspot.com , onde já anteriormente abordei o tema agora referido pelo ponto verde.

De qualquer forma, não creio que a razão desta pré-catástrofe seja o aquecimento global e/ou as alterações climáticas.

As razões são sobretudo ANTRÓPICAS, fruto de décadas de mau planeamento e atentados vários como a construção excessiva de barragens (retentoras de sedimentos), dragagens no Porto de Lisboa, areias retiradas das dunas para obras várias, construção junto à costa, etc.

Deixaram a Costa à mercê das intempéries. E as soluções propostas são descabidas.

Rolanda disse...

É pena que isto aconteça. Mas há muito que aquela zova estava ao abandono e à mercê da civilização humana. E agora?

nunocavaco disse...

Concordo com o caparicano e acrescento aqui também o factor pontão/molhe, que evita erosão num sector e provoca erosão em outros.

O aquecimento global serve para tudo quando não se percebe nada de nada.

Ponto Verde disse...

Valente esforço de desacreditação senhor Nuno Cavaco, mas convinha definir de uma vez por todas o meu perfil, se sou o grande sabedor, Professor...Doutor...que despreza os serralheiros investidos de funções para as quais não têm preparação, ou se sou um ignorante que de nada sabe como acaba de referir.

Sobre o aquecimento global, aceito e face aos dados disponíveis defendo a treoria , teoria essa defendida pela maioria da Comunidade Cientifica!E sobretudo defendo que se previna quando estão em causa valores humanos, materiais e naturais.

Ainda há dias estive numa conferência no ISCTE que abordou o tema, e apresentou esses e outros alertas de uma forma PREVENTIVA, havendo a HIPÓTESE devidamente suportada, para que servirão depois os caldos de galinha como são os esporões na Costa?

A Autarquia nunca devia ter permitido a construção naquele local, ponto um. Quem tem responsabilidades na protecção da natureza devia ter tomado medidas no sentido do reforço do cordão dunar que contrariassem fenómenos de erosão.

Mas isto é-lhe perfeitamente indiferente, está numa época em que perante o Partido tem que mostrar trabalho, não é?

nunocavaco disse...

Não tenho de mostrar trabalho perante ninguém. O PCP não é como os outros partidos, eu trabalho para o meu partido em todas as tarefas que eu e o partido entendermos.

Quanto à sua defesa do aquecimento global, é legitima, o que não é legitimo é o texto que escreveu. São esses textos que o desacreditam, porque são maliciosos.

Apenas e só.

Pedro disse...

Não é o mau tempo que põe as dunas da costa em risco... é a acção do homem neste mundo.. mau tempo sempre houve.. a subida do nível do mar não é por haver mau tempo.. sabem disso melhor que eu..

ponto + hilariante disse...

Este ponto verde é uma anedota, é um autêntico conto da carochinha.

Será que este ponto verde percebe alguma coisa de ambiente?

Será que este ponto verde já ouviu falar da Holanda?

Será que este ponto verde sabe o que é um dique?

Parece que este ponto verde não passa das conferências e dos cofee break's.

É uma grande anedota, este ponto verde, é um grande ponto hilariante.

Ponto Verde disse...

Agora propõem diques para a Costa, e porque não canais...e porque não Gôndolas ?

o josé disse...

Tal como a necessidade aguça o engenho, parece que a necessidade de dizer mal aguça a idiotice. O comentário mentecapto do "ponto + hilariante" prova-o. A pessoa que gastou tempo a escrever o comentário, não teve ginástica mental nem interesse para ir saber que neste momento as autoridades holandesas já prevêm que os diques actualmente existentes poderão ser insuficientes para combater os fenómenos mais numerosos e em maior escala, do que aqueles para os quais foram inicialmente projectados. Ou seja, as regras do jogo estão a mudar e não é com "caldos de galinha" como a construção de diques, que se conseguirão resolver em larga escala estes problemas. Em segundo lugar, há ainda a questionar se esta pessoa, que teve tempo para escrever esta idiotice, se lembrou de pensar nas diferenças entre as economias e capacidades de engenheria da Holanda e de Portugal, no que se refere aos valores necessários para investir em obras desta envergadura (num país onde só há 5 anos é que foi possível acabar uma auto estrada completa de norte a sul do país, seria curioso pensar quanto tempo é que demoraria a fazer uma frente de "diques" para proteger a orla costeira - mesmo que tal não fosse completamente absurdo), e por ultimo lugar, gostaria de saber se também advoga uma solução semelhante para outras zonas igualmente ameaçadas como por exemplo o Bangladesh, a India, Moçambique, ou esses já não interessam porque são pretos e monhés e estão lá longe? Ahn, "Ponto + hilariante"? Ou isso também é uma anedota e um conto da carochinha para si, "ponto + hilariante"?

insider disse...

E quem pagará os diques que alguém propôs ? E quanto da churuda portagem que o concessionário cobra para aceder a S.João reverte para a conservação ambiental? Mas de certeza que já está a exigir qualquer coisa do estado, vá lá, um diquezinho para o senhor não perder o negócio.

Anónimo disse...

Palavras para quê?
Os Responsáveis, por nada de útil terem feito em tempo, pelo que está acontecendo, estão mais ou menos afastados da costa.
E quando o mar bate na Costa da Caparica assim, quem se lixa quem é.... quem é?

cabaça disse...

O ponto verde e o josé sentiram-se, porque na realidade são farinha do mesmo saco, são uma simples idiotice ambulante.

Falam, falam, falam,..., mas não os vejo a fazer nada.

São como as cabaças, têm a cabeça oca. São um caso perdido. A sua maior faculdade é falarem do que não conhecem, e vai borram sempre os pés.

É só conversa fiada, enfim, idiotices.

Não se espere grandes melhoras A-sul.

Não se espere uma única ideia concreta, uma solução deste ponto verde, para resolver o problema da Costa de Caparica.

É pena, é realmente uma triste figura.

Anónimo disse...

Cabaça...Cabaça!!!!!
Então avança meu.
Qual é tua ideia, o teu contributo!
Qual é a tua ideia concreta!
O que nos pode V.Exª conceder em inteligência , se é que pelo tempo precioso que gastou e nos concedeu, nos seja permitido ter a ousadia de alvitrarmos ser dignos de tal mercê.
Desde já a seu pés......

Anónimo disse...

Curioso: os detractores do Ponto exigem-lhe que faça, com o megafone que é o seu blogue,o que nem o seu partido, com todos os meios de que dispõe, consegue fazer...