segunda-feira, dezembro 21, 2009

O PCP E O TERRAMOTO



No embalo das inúmeras réplicas de um terramoto de grau 6 ocorrido na passada quinta-feira , e que não causou estragos , deputados do PCP vieram a público , tentando criar , caso fossem levados a sério, algum pânico, pois - e citando - «O grupo parlamentar do PCP insistiu, esta quinta-feira, na necessidade de realizar um diagnóstico sobre o estado dos edifícios no país e a sua capacidade para resistir a sismos»

Devo firmar que não posso deixar de estar de acordo neste ponto .

Agora o que me deixou verdadeiramente preocupado é o que foi dito no seguimento desse alerta, é que segundo estes senhores deputados ... «Muitos edifícios não cumprem a legislação sobre a resistência sísmica na construção», referiu ainda, defendendo o aumento da fiscalização e que seja garantido «o cumprimento escrupuloso das propriedades de resistência sísmica dos edifícios».

Ora, eles deve-se estar a basear no conhecimento que têm dos seus autarcas , pelo que eu, cidadão, residente numa autarquia gerida pelo PCP , onde mais se construíu nas últimas décadas , estou sériamente preocupado com "a resistencia sismica" dessas construções , uma vez que , não tendo aberto uma excepção mas baseando-se certamente nos seus autarcas , "a fiscalização não será garantida" .

Há muito (link) que tenho dúvidas sobre as capacidades dessas construções em resistir a um sismo, agora os senhores deputados comunistas deixaram-me verdadeiramente preocupados.

Porque não dar a CDU o exemplo dos alertas que lançam por via do alter ego PCP ?

- As autarquias têm do seu lado autonomia , legislação e fiscalização para tal ! Porque esperam então ?

3 comentários:

João Freire disse...

No caso dalgumas edificações da margem sul, mamarrachos de bradar aos céus licenciados pelas câmaras comunistas, é quase caso para desejar que venha um bem forte e oxalá caiam.

O Bernardino (não consigo olhar para ele sem pensar que o tipo me faz lembrar o Alvim, quer pela cara, quer pelo grau de palermice de galarote) julga que, pelo facto de o PCP não ser governo, está à vontade para dizer o que lhe dá na real gana. Pessoalmente, nada a opor a dizer o que nos dá na gana... o problema é que os comunistas têm telhados de vidro, e dos grandes, particularmente aqui, na margem sul. Isso de sugerir uma viagenzinha à Coreia do Norte é coisa que já lá vai - hoje sugiro uma visita a Almada, bem mais exequível, para verem a diferença entre retórica comunista e prática. E tenho conhecimento de semelhantes visitas que têm dado frutos!

Observador disse...

Fiscalização, sim.
Mas onde? Quem a faz?
A autarquia onde resido não a faz, com toda a certeza.

O PCP gosta de dizer coisas.
Mas não lhe dá jeito fazer o que deve fazer.

Laranjeiro disse...

Hipócritas e convencidos que somos todos estupidos. É este o manual de instruções para se ser um bom deputado CDU.

(o ar seboso é facultativo, mas dá bónus).