segunda-feira, dezembro 28, 2009

A RESPOSTA MAIS CRETINA DO ANO


Já sabemos que nós cidadãos nunca temos razão ao criticar as autarquias comunistas , há sempre uma explicação ou um objectivo que mais ninguém vislumbra , excepto os iluminados que nos governam e o respectivos gabinetes de "comunicação" .

Mas ás vezes exageram, como foi o caso de ontem , num jornal de distribuiçãoo nacional, o PÚBLICO , em que na "Tribuna dos cidadãos" , o cidadão Pedro Oliveira questionava "Quando se resolvem os problemas da Av. 23 de Julho , em Almada ? Quando se fez a requalificação da Av. 23 de Julho para passagem do metro, cortaram a àrvore à frente do meu prédio. Em troca, passei a ter duas linhas de comboio em frente à janela, além de três vias de passagem de automóveis, e um passeio muito mais estreito que não tem pilaretes. Agora os carros em cima do passeio."

A resposta sublime do gabinete de imprensa da Câmara de Almada foi :

« Na Av. de 23 de Julho algumas àrvores foram cortadas, mas várias foram plantadas de novo, de acordo com o projecto de requalificação dos espaços exteriores associados ao Metro Sul do Tejo. os passeios foram alargados e há impedimentos fisicos instalados a proteger os passeios. Só em zonas de cruzamentos e entroncamentos há três vias para acomodar as viragens á esquerda e/ou à direita.
O estacionamento abusivo em cima do passeio é alvo de fiscalização mas tem como principal razão uma questão cívica. A linha do metro é integrada no piso, não constituindo uma barreira fisica.»

Digam lá que não é bonita esta resposta carnavalesca em plena quadra natalicia ? Então senhor Pedro Oliveira, ficou esclarecido ?

Eu gostei particularmente da explicação «A linha do metro é integrada no piso, não constituindo uma barreira fisica.» ... é bonito não é ?

Nota- Na imagem, um metro que corresponde a uma "linha do metro que não constitui uma barreira fisica" , só que é o metro do Porto... não o de Almada!

9 comentários:

Observador disse...

A CMA toma os munícipes/cidadãos como atrasados mentais (que me perdoem estes).
Conhecemos diversos problemas relacionados com a instalação e funcionamento do MST.
Arrancaram-se árvores e plantaram-se outras.
Parte das que foram arrancadas tinham como destino o Parque da Paz.
Mas, coitadas, ficaram pelo caminho, num aterro municipal qualquer.
Os iluminados obreiros do MST cometeram vários disparates. Desde logo com o percurso do mesmo, depois com o célebre e desastroso Plano de Acessibilidades XXI.

Mas, meus caros, fiquem descansados que «... a linha do metro é integrada no piso, não constituindo uma barreira física».
Provavelmente, e de acordo com o pensamento dos responsáveis camarários, uma barreira física será uma linha do metro subterrânea.
É fácil de concordar com estes senhores.
Pois se as linhas do MST "apenas" se encontram instaladas em toda a zona rodoviária...
Como poderão, por isso, ser consideradas uma barreira física?

Bem que o cidadão Pedro Oliveira, como tantos outros, pode ficar à espera de melhores respostas e de melhores dias.
De uma coisa a autarquia já o avisou: não deixe a sua viatura em cima do passeio.
Vamos lá a seguir, com atenção, os próximos capítulos do tal Plano de Acessibilidades XXI que nos vai trazer, ainda, algumas surpresas.

Anónimo disse...

Esta "bicha solitária" ou melhor "lombriga" conseguiu retirar população do centro de Almada...tudo isto para os encaminhar directamente para um local segurissimo - Forum Almada - - - SOMOS EVOLUIDOS!

Tenho dito...

Anónimo disse...

Pegue-se numa boa ideia paga com dinheiros dos contribuintes europeus e nacionais e deixem ser uns anormais a aplicá-la no terreno , contra tudo e contra todos , e sabem o que têm ? O MTS pois então !

Anónimo disse...

Vejam a "democracia" do dirigente socialista que é presidente da Associação dos Amigos do Pinhal do General e da AUGI.

http://www.viverpinhaldogeneral.blogspot.com/

Anónimo disse...

Lá vêm as aves de arribação do costume desviar a conversa.

Mas já que o quer fazer, amigo anterior, veja lá se sabe disto:
Sabem os senhores ke quando existem dividas ao fisco, sempre que um cliente paga, uma parte desse valor vai directamente para o fisco?

Eis a razão para o komité central da câmara andar a dar dinheiro em anúncios aí para um jornal, cujo director até era do PS, mas soube virar o barco para onde pode comer mais.
Assim também eu. Vou ali ver se crio uma associação para mamar também da cãmara porque até me pagam os impostos!!!

Anónimo disse...

Como já foi referido , o MTS é o exemplo de como uma boa ideia, vai descambar numa ideia de jerico...
A população da cidade de Almada não ganhou nada...bem pelo contrário.
Depois "fazem" uma zona pedonal, a qual de pedonal não tem nada, salva-se a zona...
Esta gente não tem a noção da configuração da cidade de Almada, quando colocam um comboio a atravessar o eixo principal e único cá do burgo.
Será por não serem de cá? ou será que se estão nas tintas para nós e para os nossos descendentes?

Pedro disse...

Sinceramente a resposta não me satisfez, no entanto já tinha escrito para a CM Almada e nunca tinha tido resposta, ao menos a carta serviu para ter feedback de alguém responsável. Sinto falta da árvore que me dava sombra, e o ruído também aumentou dramaticamente, mas o pior mesmo são os carros em cima do passeio, não percebo porque não puseram pilaretes quando na mesma rua tem pilaretes onde ninguém estaciona, parece que os puseram à sorte. Enfim esperemos que que a situação depois de exposta no jornal mude, mais não posso fazer.

Anónimo disse...

Uma autêntica vergonha na pura natureza política da Camara de Almada e a seus veres isto está a descambar para o lado dos cidadãos que pagam o sua contribuição para terem respostas que são como autenticas calunias para os seus deveres politicos!

Anónimo disse...

Gostaria de saber se o mandato dos "Ecalmas" são para gerir o trânsito em Almada. Porque o que se vê é os ditos cujos a multarem e a porem cintas em carros que estão mal estacionados , mas em locais que não têm os caça-niqueis.
Não era incumbência da Policia? Lembro-me que em Lisboa, numa situação semelhante, o PC se insurgiu contra o que eles chamvam a privatização da olicia....