sexta-feira, dezembro 18, 2009

CAPARICA - OS CULPADOS DO COSTUME


Dos posts destes últimos dias em que avaliámos aqui a situação degradante e explosiva a que se chegou na Costa de Caparica, seria fácil, muito fácil mesmo, sobretudo para os responsáveis Comunistas, unica força que gere em maioria este teritório desde o 25 de Abril , que se apontasse aqui, com raiva e xenofobia, como responsáveis , quem veio de fora e por cá assentou arraiais ( a maioria pacifica, integrada e trabalhadora ) , nomeadamente os Africanos e sobretudo os brasileiros.

Não vamos por aí .

Se as Máfias Brasileiras encontraram por cá território fértil para se instalarem e dominarem, a culpa não é dos próprios que enveredaram por essa actividade, há muito, e bem longe daqui, e onde a acção policial sobre a sua actividade é bem mais musculada .

A culpa por cá foi de quem lhes abriu descontroladamente a porta e os convidou a instalar-se , num meio que até é geográfica e arquitectónicamente muito parecido com o seu, mas com muito menor controlo policial do que o que tinham no Brasil.


Se outra cultura, a africana pretende também por cá decalcar o bairro de lata onde habitava em Cabo Verde, na Guiné ou em Luanda, também não os podemos criticar , além de cultural, aquela forma de viver permite amealhar mais uns dinheiros para mandar para a familia , razão pela qual cá se instalaram em busca de um El Dorado prometido , mas revelado amargo e sem retorno.

Também não serão criticáveis os nacionais que vêm na Costa e nos seus "Parques de Campismo" uma segunda habitação definitiva, o seu resort privado de férias ou os que após 1974 se instalaram e construíram a Fonte da Tenha e no mesmo local destruíram revolucionáriamente o "resort" de qualidade aí existente .

Não culpo, nem critico nenhum deles , culpo sim a total ausência de autoridade do estado (excepto a gestão ambiental do Engenheiro Carlos Pimenta) e recentemente o Programa Polis e as intervenções também recentes do INAG , tirando isto, o que é pouco para quase quarenta anos, tem sido o abandono TOTAL e completo , quer do Estado, quer da autarquia.

E quem tem de facto , a responsabilidade directa e inequívoca em tudo isto ?

A autarquia , como é óbvio , que fomentou uma politica de massificação urbana e suburbanização de toda a região , sem excepção para as zonas de potencial turistico e de paisagem mais valiosa, e promovida desde 1975 pela CDU , onde se ínclui também uma guerra politica entre a Junta de Freguesia da Costa de Caparica e a Câmara de Almada, históricamente de côr partidária diferente , o que aqui tem um peso não descurável.


Culpo pois a autarquia por ter permitido uma explosão urbana que não acompanhou paralelamente a construção de outros equipamentos , culpo a autarquia , sempre diligente a autuar ( e bem ) qualquer cidadão que faça uma "marquise" , mas que fecha os olhos á construção de um bairro de lata (mesmo quando se estava a demolir outro com dinheiros públicos a propósito do Polis) , culpo a autarquia por permitir os abusos e o não cumprimento das regras estabelecidas nos parques de campismo , e culpo sobretudo a autarquia por não ter dado seguimento ás demolições na Fonte da Telha, onde mais uma vez se fecharam os olhos ao crescimento de mais construção em território do dominio publico e em paisagem protegida.

Todo este sentimento de impunidade, de falta de controlo de autoridade autárquico e policial é incompatível com a demarcação de regras necessárias à existência de um Estado, e sobretudo a que nesse Estado se integrem individuos vindos de outra cultura.

Se continuarmos por esta via de displicência geral , permitindo a graffitagem em todo o lado, permitindo os bairros da lata de geração expontânea, fugindo das ruas , para a segurança do shopping, barricando-nos em condomínios fechados .... então é bom termos a consciência de que os acontecimentos quase diários na Caparica, na Bela Vista, na Quinta da Princesa ou na Jamaica , só ainda agora começaram e que um dia, mais tarde ou mais cedo , faremos parte , como vítimas , de uma daquelas notícias do Correio da Manhã !
____________________________________________

COP 15

« As negociações em Copenhaga para um novo tratado climático global entram hoje no seu último dia, num momento em que está a ser discutido um novo esboço de decisão que fixa em dois graus Celsius o aumento máximo da temperatura da Terra até ao fim do século.

O texto, segundo a agência Reuters, também estabelece um montante de 100 mil milhões de dólares de financiamento para os países pobres a partir de 2020 – um valor que ontem já era consensual entre os Estados Unidos, a União Europeia e parte dos países africanos.» Ricardo Garcia - PUBLICO

22 comentários:

EMALMADA disse...

A Câmara Municipal de Almada/PCP para conquistar votos e atingir objectivos, não olha a meios.
"A política de terra queimada" é uma das suas armas.

O domínio que o PCP tem sobre este concelho não se deve exclusivamente ao trabalho do partido, mas também à apatia das oposições, que em 35 anos não souberam ou não quiseram ser alternativa.
Provavelmente alguns militantes das oposições limitaram-se a "navegar" à sombra do PCP na autarquia, colhendo frutos maduros e apetecíveis sem se comprometerem, se exporem demasiado ou envolverem, abdicando de ser ou fazer oposição com eficácia para benefício do concelho.

Anónimo disse...

A economia paralela das alterações de uso do solo, indemnizações e urbanizações gera o dinheiro suficiente para corromper as maiorias e calar as "oposições".

Ex-militante disse...

Um país sem regras e onde a justiça é uma miragem, não é um Estado e muito menos de direito. Obrigações e regras iguais para todos e não só para alguns isto não pode ser impostos para uns e rendimento para outros.

C.J. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Li no blogue EmAlmada o seguinte comentário que cabe que nem uma luva neste post:

«A paixão pelo ambiente da cidade de Almada que até agora foi utilizada pela autarquia foi aqui completamente metida na gaveta. Valores mais altos se levantam. Alguns dos solos mais ricos do país para produção agrícola são completamente sacrificados à sede dos licenciamentos para a construção civil. Um dos poucos fenómenos de agricultura totalmente sustentada que existem no país, não têm qualquer importãncia para esta gente. Esta terra roubada ao mar pelas populações foi tomada pela camara que se afirma dona e senhora de algo que nada fez para que existi-se. Faço daqui o meu apelo:
Quem tem capacidade para concretizar um documento de apelo a Bruxelas? Pode-se criar a partir daqui um movimento concreto, fundamentado, documentado, formal e oficial que seja aceite pelas instituições comunitárias?
Deixo o meu apelo e a minha disponibilidade para colaborar.
sjgomesoliveira@gmail.com
Oliveira »

Anónimo disse...

Autarcas de vistas curtas num mundo que não se preocupa com as gerações vindoras mas sim com o dinheiro fácil e imediato.Serem autarquias comunistas é igual a qualquer outra, a ideologia hoje é a do vil metal.

Anónimo disse...

Autarcas? Devem estar a brincar. São mas é prostitutos do betão.

J.S. Teixeira disse...

"Gangue de assaltantes mata ourives a tiro à frente da mulher


Está a monte um grupo de quatro assaltantes que ontem à tarde matou a tiro um ourives em Vila das Aves, concelho de Santo Tirso. A vítima, Vítor Fernandes, de 50 anos, foi baleada depois de tentar impedir que os indivíduos levassem ouro e jóias do interior da Ourivesaria Fernandes, de que era proprietário com a mulher. Já tinha sido vítimas de vários roubos. A GNR ainda encetou perseguição, mas o grupo fez um carjacking na fuga e ainda não foi detido.

O assalto aconteceu pelas 18.30, na rua Avenida Conde de Vizela, uma artéria central na localidade. A vítima encontrava-se na companhia da mulher, contou ao DN o dono de um café vizinho, acrescentando que o casal tem um filho que frequenta a universidade.

O grupo de quatro assaltantes usou caçadeiras e actuou encapuzado. Na altura do crime, só o casal de proprietários estava no estabelecimento. Após o violento roubo que terminou em homicídio, o gangue fugiu num BMW que abandonou metros à frente, tendo seguido noutra viatura, um táxi roubado por carjacking. Depois, os assaltantes embateram num jipe da GNR que os perseguiu, tendo os militares continuado no encalço da viatura. O táxi apareceu mais tarde em S. Miguel do Couto, Santo Tirso. À hora de fecho a caça ao homem perseguia.

No local estiveram a PJ e a GNR. Uma fonte dos Bombeiros disse ao DN que o óbito foi confirmado pela equipa médica. A mulher da vítima ficou em estado de choque e foi assistida no local."

No concelho de Santo Tirso PS e PSD conjugam 88% dos votos dos eleitores e a CDU apenas 4%.

A Câmara Municipal e a Assembleia Municipal são geridas pelo Partido Socialista.

Venham agora dizer que a culpa também é dos comunistas.

Vocês que escrevem estas barbaridades não têm noção do ridículo daquilo que escrevem?

Deixem de ser idiotas e xenófobos.

Tenho dito!

J.S. Teixeira disse...

Esqueci-me de referir que Aves, vila onde ocorreu este homicídio é presidida pelo PSD.

Agora engulam tudo aquilo que escreveram...outra vez.


Tenho dito.

Anónimo disse...

senhor Teixeira-Apartidário não bate bem, ou no mínimo não sabe ler. Mas para descer ao seu nível e à sua capacidade de entendimento aqui vai uma notícia numa autarquia perto de si, sabe ... Almada=CDU=Paraíso :

«Há receio na Escola Técnica de Emídio Navarro. Um aluno brasileiro de 17 anos foi esfaqueado numa briga entre jovens. Os agressores, menores e portugueses, já estão identificados mas até agora a polícia ainda não conseguiu detê-los

A PSP já sabe quem é o jovem que esfaqueou um aluno da Escola Técnica de Emídio Navarro (Almada), à porta daquele estabelecimento de ensino, na segunda-feira, mas até ontem à tarde ainda não o tinha conseguido deter, segundo apurou o DN, embora exista um segundo agressor também já identificado pelas autoridades. São ambos portugueses e menores de idade, residentes no concelho, mas até à hora de fecho desta edição continuavam a monte.

A vítima, Edilson Júnior, de 17 anos, está em casa, mas ontem era visível um clima de medo entre os colegas. A directora da escola sublinha ser "muito mau que venham aqui para bater nos nossos alunos".

Junto ao portão do estabelecimento, no mesmo local dos confrontos, era em passo acelerado que os alunos iam contando o que tinham visto pelas 16.00 de segunda-feira, não escondendo a consternação pelo recurso a uma faca de cozinha, com a qual foi desferido o golpe a Edilson Júnior. »

Anónimo disse...

Olhó Teixeire recebeu autorização do colectivo para defender os seus moinhos de vento.Ainda vai dizer que a culpa do crime em Almada é da Emilinha ter perdido a maioria e de agora ter de recorrer à muleta BÉEEEE.

João Freire disse...

Seja bem-aparecido, Teixeira. Há dias que se discutem estas questões aqui no blogue e já nos questionávamos pelas razões da sua contumácia. Confesse: a célula do partido terá passado algum tempo a "equacionar a reacção mais adequada a mais este ataque das forças da direita". Mas as razões que apresenta, infelizmente, não convencem. Faz lembrar o miúdo apanhado a roubar rebuçados que aponta para o outro "Mas aquele roubou uma tablete de chocolate inteira!"

Descobriu então que também existe crime em Vila das Aves. Dou-lhe os meus parabéns. Adivinho que também o haverá em Sernancelhe, em Santa Marta de Penaguião ou em qualquer localidade de Portugal ou do mundo. Mas com este grau de impunidade? Tiroteios e desacatos directos às forças da lei, como na Jamaica/Princesa ou Belavista? E este sentimento de medo das pessoas comuns? E deixe-me que lhe diga que não temo absolutamente nada em andar sozinho em Santo Tirso à noite. Nem sequer em Lisboa, cidade bastante maior, onde passo muito tempo. Agora, na Costa?? Há quanto tempo lá não vai, sem ser para ir molhar os pés à praia?

É que com os males dos outros podemos nós bem. Se o autarca de Santo Tirso ou de qualquer outro lugar é incompetente, que seja corrido, independentemente de ser PS, PSD ou o que seja. Talvez até haja autarcas comunistas competentes (não conheço muitos, pois as câmaras PCP são todas um atraso de vida... se no Alentejo isso ainda se explica, na margem sul não há desculpa... uma vez mais, comparem com Oeiras ou Cascais)... Agora, que a Maria Emília é uma cacique incompetente e que nada de bom tem trazido à Costa de Caparica, isso qualquer pessoa lho diz.

J.S. Teixeira disse...

Meus caros,

Ao contrário de vocês, eu tenho uma vida fora dos blogues e tenho trabalho para fazer. Além disso nunca necessitei do aval de ninguém para escrever o que quer que seja já que embora tenha as minhas convicções não sou filiado em nenhum partido.

Aquilo que escrevi é um facto e comprova apenas o seguinte que vocês poderão querer esconder:

O crime tem aumentado em todo o país e não está na dependência das autarquias mas sim do poder central que durante imensos anos tem vindo a segregar estas comunidades.

Reafirmo ainda aquilo que sempre disse acerca deste blogue e dos seus apoiantes:

Deixem se ser racistas e xenófobos!

Tenho dito.

Anónimo disse...

Aimagem revela o quê? Esta questão destina-se ao cego que assinou o comentário anterior.

Anónimo disse...

"Deixem se ser racistas e xenófobos!"
Ó Teixeira, voçe lê o que escreve??
Ou limita-se a copiar aquilo que lhe enviam do komité central?
É que se fosse um simples comentador ainda se engolia esta frase.
Agora alguém que tem um blogue onde se destila o ódio e veneno próprios dos da sua laia contra aqueles que vão contra os vossos ideiais ditos comunistas... é de força, senhor, é de força.

Anónimo disse...

"Deixem se ser racistas e xenófobos!"
Ó Teixeira, voçe lê o que escreve??
Ou limita-se a copiar aquilo que lhe enviam do komité central?
É que se fosse um simples comentador ainda se engolia esta frase.
Agora alguém que tem um blogue onde se destila o ódio e veneno próprios dos da sua laia contra aqueles que vão contra os vossos ideiais ditos comunistas... é de força, senhor, é de força.

João Freire disse...

Acho que todos teremos proveito em que o Teixeira explique por que razão entende este post como racista ou xenófobo... Mas desde já lhe adianto que se for pela razão que adivinho - a clássica associação a racismo e xenofobia de qualquer preocupação genuina com a segurança ou pelo menos aquela que não venha em mera nota de rodapé às necessárias e infindáveis laudas à diversidade -, devo dizer que esse tipo de argumentação, em que se especializou o Bloco de Esquerda, é chão que já deu uvas. É hipócrita no seu politicamente correcto obsessivo. Um criminoso é um criminoso, quer seja branco ou preto. Para os defensores deste tipo de argumentação, conclui-se que o crime dos brancos se resolve com prisão, e o das minorias étnicas com sociologia!

João Freire disse...

O crime tem aumentado por todo o lado, é verdade. E o Estado tem competências exclusivas no que toca à polícia criminal. Certíssimo.

Mas o crime nasce do ar? debaixo das pedras? E as condições sociais, culturais, até urbanísticas que o propiciam? Não serão muitas delas - a capacidade de criar um ambiente urbano propício ou avesso à insegurança e a uma cultura de marginalidade - justamente competências dos órgãos municipais? É esta a reflexão a que o Ponto Verde, muito certeiramente a meu ver, nos convida.

Ponto Verde disse...

Obrigado Caro João Freire. Volto a pôr a questão :

Quem se consegue INTEGRAR numa sociedade SEM REGRAS E SEM LEI ?

Não será esta (sociedade sem regras e sem lei ) a mais discriminatória e RACISTA das sociedades

Anónimo disse...

Ó João Freire,

Lendo o que escreves sobre os comunistas e todos aqueles que têm pensamento à esquerda, umas perguntas ficam no ar:

Quem te julgas tu para classificares os outros (comunistas) de incompetência?

Com que valor te sentes e julgas para concluires que tudo à esquerda, digo esquerda consequente, é nulidade e Câmaras PCP um atrazo de vida?

Com tanto valor que te atribuis, onde tens andado a aplicar os teus conhecimentos e capacidades superiores? Nos blogs, no anonimato?

Que sentido útil tens dado à comunidade no exercício das tuas "excepcionais" capacidades?

Que distraídos andam os cidadãos que não te enxergam.

Será que o que te faz falar é o sentimento de que o povo é "ingrato" por não te reconhecer o "valor" que manifestamente consideras têr?

És um querido!

João Freire disse...

Meu caro Anónimo,

muito embora já só tenha visto o teu comentário uns tempos depois, acho que é de bom tom não deixar as tuas preocupações acerca das minhas competências pessoais sem resposta.

Não participo na vida política activa por opção pessoal. Por me dar mal com disciplinas partidárias ou quaisquer condicionamentos sobre a minha liberdade de expressão. No entanto, a política partidária não é a única forma de participação cívica ao dispor dos cidadãos numa democracia, como sabes. Participo em alguns blogues e em debates noutras sedes, é certo. Também isso é democracia. E penso pela minha própria cabeça. Digo que as autarquias PCP jamais saem da cepa torta porque é a pura verdade. Qualquer observador imparcial, exterior, o confirmará. Digam-me uma autarquia PCP que dê cartas a nível nacional no que quer que seja. Comparem as autarquias da margem sul do Tejo com Oeiras, Cascais, Sintra, por exemplo, tradicionalmente governadas por aquilo que alguns chamam "partidos burgueses".

Não sei se eu próprio seria um bom presidente da câmara. Por alguma razão, nunca ouviste falar de mim como candidato. Mas uma coisa tenho por certa: se por absurdo tal viesse a acontecer, tentaria ao menos rodear-me das pessoas mais competentes que houvesse. Será que foi o que fez a Maria Emília, por exemplo? Terá rejeitado as nomeações por compadrio? Os biscates-de-rotunda a "artistas almadenses" que nem são almadenses nem artistas, simplesmente são filiados no partido? Para mencionar apenas alguns exemplos...

Portanto, quando chamo incompetentes aos autarcas comunistas, não é por comparação à minha suposta competência - é, sim, à vista de outros autarcas de outras terras mais afortunadas.

Agora, o que tentaste fazer é um artifício retórico muito antigo - os romanos chamavam-lhe "tu quoque" (mais ou menos "e tu também"). Tentar virar a discussão para o carácter de quem afirma para evitar discutir aquilo que ele afirma. Agora que tirámos essa questão do nosso caminho, querem falar dos méritos dos autarcas da margem sul e da nossa qualidade de vida?

Daniel Arruda disse...

Já não vinha cá há algu tempo pelo que estou aind atrasado na leitura.
Gostei deste post por maioria de razão mas especialmente porque não entra nos cliches que normalmente são utilizados quando falamos de imigração.
Gostaria ainda de avisar que o roubei para o Troll Urbano com a devida referencia ao A-sul. Espero que não se importem.