segunda-feira, fevereiro 23, 2009

VELHOS PROBLEMAS


No extenso passivo ambiental da Margem Sul, o Seixal guarda uma das maiores fatias, a Siderurgia Nacional, a Sociedade de Explosivos , a exploração de areeiros são algumas delas.

À excepção da Siderurgia Nacional com projecto anunciado, nada mais parece ter sido, ou vir a ser feito a prazo.


No entanto como estará a potencial contaminação de águas no Seixal ?


É que se nada foi feito... deu-se algum milagre ?

6 comentários:

Jorge Gomes disse...

Uma autêntica vergonha...é só ver a partir do Google Earth a vergonha a nivel ambiente que o concelho do Seixal é.
Abraço
Um utilizador assiduo:
Jorge Gomes

Emanuel Oliveira Santos disse...

Parece que é Carnaval, pois ninguém leva isto a mal.~

A falta de comentários a um assunto desta gravidade deixa-me algo apreensivo.
Os munícipes seixalenses são por natureza boas pessoas, mas, igualmente, muito pouco exigentes para com o poder local. Desculpabilizam facilmente e esquecem ainda melhor.
Temos de ser mais exigentes com aqueles que nos governam, sejam eles do poder local, sejam do poder central.

Sem dúvida senhor Ponto Verde que nenhum milagre terá acontecido, muito menos o da "despoluição per si só"; para tal seriam necessários centenas de anos.
Resta saber as consequências que advieram e ainda estão para vir para a saúde pública.

Assunto pertinente e que deve ser tomado em conta por todos os candidatos à autarcas.

Cumprimentos

Anónimo disse...

Há pouco tempo vi um post sobre isso no recém criado blog do grupo flamingo

http://grupoflamingo.blogspot.com/

Palavras para quê...

Os políticos e as suas familias não moram lá... se morassem a conversa era outra...

EMALMADA disse...

Temos aqui também o eterno problema dos autarcas, a enquistarem-se para não assumirem as inerentes responsabilidades, ao não cuidarem em tempo preciso da defesa e preservação do ambiente, deixando de exercer fiscalização no âmbito das suas competências em defesa das populações.

Maria disse...

Estes sao temas muito fortes, mas que dizer da falta de limpeza das margens da baía? Ali mesmo em frente ao edifício da Câmara, são esqueletos de animais, de barcos, lixo, etc.
Isto já para não falar da ponta dos Corvos, ou do areal junto ao Instituto Hidrográfico, mesmo em frente ao «ex-libris» do Benfica.
E não é por o vereador Carlos Mateus dizer na comunicação social que as águas são impróprias, que dezenas de pessoas deixam de utilizar aquele espaço para lazer, até com crianças.
Se uma câmara, que tem milhares de contos investidos em pessoal, equipamento e espaço na Cucena, não limpa sequer as margens de um rio, o que podemos esperar face a problemas mais graves?

Anónimo disse...

O que podemos esperar da maioria CDU na Câmara do Seixal? Que perca as eleições em Outubro para finalmente começarmos a construir um concelho com melhor qualidade, ou tentar remediar a destruição da CDU em 34 anos de poder. Em Outubro devemos todos votar para a mudança.