segunda-feira, maio 23, 2005

MONTIJO , A SINTRIZAÇÃO DA MARGEM SUL


foto Montijo

Era suposto não repetir com a ponte Vasco da Gama o fenómeno Ponte 25 de Abril, se bem que o construido no arrastamento imediato criado por esta infraestrutura (anos 70- apontados como a causa do grande caos urbanistico de hoje) seja hoje quase irrisório face ao construido nos anos 80/90 e nestes primeiros anos do seculo XXI.

No entanto esse esforço de contenção está hoje , ao que se pode assistir em Alcochete e Montijo, perfeitamente entregues à pato-bravice , não se vislumbra qualquer planeamento digno desse nome, é um repetir continuo em solo virgem, dos mesmos modelos de blocos de apartamentos e de sucessivas rotundas, qualquer uma delas pior que a anterior, são de ir às làgrimas os repuxos e outra "estatuària" a par das muito em voga "oliveiras do Alqueva" agora transplantadas para aqueles circulos no meio do betão e do alcatrão.

O caso mais grave é sem duvida o Montijo onde os blocos de betão invadem literalmente o espaço rural, no meio de campos de cebolas ou batatais lá aparece mais uma urbanização, mais um mamarracho , mais uma rotunda. É inacreditável! Nada se aprendeu com os erros de Almada e do Seixal nem mesmo em Almada e no Seixal- verdade seja dita!Posted by Hello

2 comentários:

pardal disse...

Palavras para quê? E não há outra hipotese que não seja os modelos chapa 1 com 4 andares... contibuam a não fazer garagens e os estacionamentos escasseiam, espaços verdes? As rotundas pois claro.

Anónimo disse...

Mas os autarcas do Montijo e Alcochete secalhar até aprenderam com os autarcas de Almada e Seixal outras coisas...menos proveitosas para os cidadãos mas mais lucrativas para si!