segunda-feira, novembro 01, 2004


Salamandra de pintas na floresta da Flor da mata no Seixal (Endagered species in Portugal) mais uma espécie em perigo.Pedem-me indicadores..."Ele até há...", a nivel nacional como a nivel local, indicadores ambientais há também Planos (POOC,PROTAML,PDM...), há também politicas, directivas... mas parece que valores mais altos se levantam aqui na Flor da Mata, no Seixal e infelizmente um pouco por todo o país... num recente estudo do "Observa" (Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa), conclui-se que as preocupações dos nossos autarcas está ao nível do inicio do século XX na Europa e completamente a Leste da "Agenda 21 local" as conclusões do referido trabalho são negras, "Nem os autarcas são do século XXI, nem as suas estratégias ambientais parecem novas" ; Para a maioria dos autarcas que responderam (82) as preocupações são as mais basicas (saneamento, redução da poluição nos rios, abastecimento de àgua), há uma incultura geral em matéria de ambiente, uma elevada percentagem desconhece sequer vários planos de ordenamento como por exemplo o da orla costeira (POOC), os PDM são os unicos considerados pelos autarcas (que também conhecem a figura do "Plano de Pormenor" sempre que "convém" fazer alterações "pontuais" a esses mesmos PDM's), renegam no entanto a Rede Natura 2000, 62% tem ideia desfavorável sobre a REN (Reserva Ecologica Nacional) e 57% , opinião negativa sobre a RAN (Reserva Agricola Nacional), não sabem sequer o que é a Agenda 21 Local, que segundo o International Council for Local Environment é "um processo integrador e participativo de vários grupos de interesses da comunidade, através da preparação e implementação de um plano estratégico de longo prazo, que procura dar resposta às preocupações e às prioridades identificadas a nível local do desenvolvimento sustentável".Pergunto eu, com tanta ignorância e jogos de interesses o que podemos esperar dos indicadores se nós cidadãos não formos mais participativos , informados e exigentes ??? Ao demitirmo-nos da participação civica resta-nos esperar que a Europa dos cidadãos que contribuem para a subsidiodependência edil, exija que o seu dinheiro não seja malbaratado por autarcas que se pavoneiam de Mercedes topo de gama em vez de se preocuparem com a sustentabilidade das suas decisões para o futuro das proximas gerações. Posted by Hello

2 comentários:

João disse...

Infelizmente, aqui no nosso concelho, ao contrário do que apregoam, também temos autarcas com vistas ainda na era industrial. O urbanismo é o que se vê, basta dar uma "voltinha", ou subirmos a um 6º ou 7º andar, para depararmo-nos com uma paisagem de "betão multicolor" condensada arrepiante. E não se vislumbra políticas que estanquem e invertam esta tendência.
Oh meu, planta também uma arvorezinha, que a malta de verão, quer ter uma sombra.
Oh pá, deixa também espaços, na rua, para os "filhos deste povo" poderem andar de "bike".

Anónimo disse...

E que tal falar-se de zonas industriais, pavilhões e outros que tais? Nascem mais depressa que cogumelos, depois viram mamarrachos qd as empresas fecham deixando ruina e desemprego.