quarta-feira, junho 02, 2010

A POLITICA DE DEFESA COSTEIRA 3


Há uns dias atrás publicámos um par de posts sobre a defesa costeira e o sucesso que se revestiu esse processo - caro - nas praias da Costa de Caparica.

É inegável que a praia rejuvenesceu uns trinta anos e que a arquitectura do POLIS já concluída ( excepção feita a quem optou por transformar areia em deck de madeira ) melhorou substancialmente as condições e o nível da frequência .... o que tráz lucros , mesmo para gente de barbas que se queixa por tudo e por nada ...


Agradeço os comentários deixados e o contraditório às opiniões aqui expressas, nomeadamente pelo Dr.Paulo Edson que teceu o seguinte comentário .


«Quanto à questão das areias, posso acrescentar que as mesmas estavam efectivamente previstas em 2008 e 2009, mas o enchimento de 2008 correu muito pior do que o previsto, enquanto que o de 2009 já correspondeu mais às expectativas dos próprios, mas uma coisa posso garantir de muitas das conversas informais (e algumas até formais) que tive com responsáveis - não é consensual que este método seja o melhor. Mesmo entre os próprios técnicos.

Resta-nos esperar que o decisor tenha tido razão, porque os prejuízos para concessionários e utentes neste momento sáo incalculáveis. »


Não estou de acordo com o que escreve o Dr.Paulo Edson , até porque dispondo igualmente de "contactos informais" , sei que a opinião - DOS TÉCNICOS - é que face à variabilidade dos fenómenos meteorológoicos, e atmosféricos , face à instabilidade fragilidade , volatibilidade e imprevisibilidade das areias e tendo em conta o espaço temporal decorrido, o enchimento das praias foi de facto - até agora - um sucesso.

Obviamente os «contactos informais» não me permitiam o abuso de os citar aqui oficialmente, mas no Jornal Sem Mais desta semana aí está , a comprovação publica da opinião técnica , do que aqui foi publicado, « as reposições de areia realizadas , tiveram um resultado francamente positivo, dispensando, por agora uma terceira intervenção ».

Obviamente que não se trata de ter vencido uma guerra, mas tão só uma batalha frente a forças muito maiores do que nós e absolutamente incontroláveis... tal como a corrosão do metal à beira mar... de que alguns - agora - se queixam...

Comparar a imagem acima da "praia do CDS" há cerca de tês anos e vê-la agora é a demonstração do que foi escrito.

7 comentários:

Anónimo disse...

Fome na Freguesia da Caparica mas a Câmara de Almada arrasa com terrenos agrícolas de alta produtividade para plantar betão e asfalto.

Fome na Caparica mas numa freguesia perto dali :

Seixal Boletim Municipal – Impressão de 24 edições – 150.127 mil euros
Seixal Boletim Municipal – Distribuição de 24 edições – 60.720 mil euros
Aquisição de Material Fotográfico Digital – 7 mil euros
Mais abaixo:
Seixal Boletim Municipal – Impressão de 24 edições – 105.00 mil euros
Seixal Boletim Municipal – Distribuição de 24 edições – 30 mil euros
Seixal Boletim Municipal – Mailing de 24 edições – 6 mil euros
E já agora, em despesas com o Pessoal, na secção de Comunicação Social e Relações Públicas, a despesa ascende aos 384.429 mil euros.
Acrescente-se a isto na rubrica de ajustes directos, que
A Câmara Municipal adquiriu serviços de impressão à Grafidesport de QUATRO edições do Seixal Boletim Municipal no valor de 25.996 mil euros.

Fome na Caparica mas a Elóisa anda só preocupada com o fibrocimento.

Valha-nos Deus.

Anónimo disse...

Fome na Caparica enquanto a CDU e o Alfredo andam preocupados em comprar sistema de fechaduras electrónicas carissimas para encerrar os trabalhadores da camara mas os que habitualmente trabalham porque os outros que não fazem nada que são os assessores e adjuntos vão ter livre trânsito em todas as portas e estão isentos de horário de trabalho. Enquanto os trabalhadores que eles querem amarrar ganham entre 400 800 euros na sua maioria os assessores ganham 4000 euros. Este dinheiro mal gasto dava para alimentar muita gente.

Anónimo disse...

Ontem vi uma parte do Serviço de Saúde na RTP1

Vejam aqui a reportagem no ínico do programa, feita na Suécia, e como uma presidente de câmara gere os dinheiros públicos e o tipo de cortes que faz para que o dinheiro chegue para todos...

Nem cá as câmaras da CDU fazem isto, e dizem que são o partido que se preocupa com a população...

http://www.rtp.pt/multimedia/progVideo.php?tvprog=24440

Anónimo disse...

Mas qual população??
Se eles nem com os trabalhadores se preocupam!! Ou seja, com os pequenos, porque o que lhes interessa é arranjar cargos de adjuntos, acessores e coordenadores, bem como chefes de gabinetes e afins.
E ainda lhes pagam para andarem a espalhar para aí vomitos e diarreias mentais em blogues!!!
Viva o Kumudismo do Seixal!!!!

Marlene Pires disse...

Pelo pouco que sei o objectivo principal do Programa Polis foi conseguido. No entanto aquela espécie de restaurantes que colocaram lá parecem caixotes que alguém chutou e por lá ficaram, devia ter havido mais cuidado na escolha do design até mesmo para se enquadrarem na paisagem. O próprio posto de turismo é está pouco visível. Creio que houve alguns pormenores (para além destes que eu mencionei) que deveriam ter sido acautelados. Cumprimentos.

Anónimo disse...

autarcas CDU da camara do seixal preocupados com os outros vê-se no novo edifício com um piso só para eles estacionamento interior privado. Isto é que é o comunismo no seixal todos iguais mas para eles é diferente. Qual igualdade qual sociedade sem classes. Oportunistas o que eles gostariam era de ser os capitalistas do antigamente e para isso têm trabalhado e têm feito riqueza só que a diferença é que os que antigamente tinham dinheiro ou o tinhal herdado ou ganho a trabalhar ou investir e estes autarcas da CDU não investiram não herdaram porque eram pé rapados, abasteceram-se no dinheiro dos nossos impostos eles e seus assessores adjuntos coordenadores e afins. Até quando a população vai andar enganada por estes senhores?

Anónimo disse...

Será que alguem sabe quantas empresas municipais existem no concelho do Seixal? Gostaria de saber.