terça-feira, abril 07, 2009

MENTES LODOSAS



Na mesma págima do jornal Público , que na passada semana refere as grandes ideias de Alfredo Monteiro para o Seixal, o Barreiro e para Almada para uma àrea de 55+290+ 436 hectares ocupados pelas antigas indústrias pesadas Naval , Quimica e Siderúrgica, vemos o contraste entre a “sabedoria” deste autarca e a sua visão de futuro para o “Arco Ribeirinho Sul”, para a “Cidade das duas Margens” e a forma como essa grandiloquência contrtasta para a falta de visão , decisão e coerência numa questão tão simples da sua gestão corrente enquanto autarca, no que se refere ao Sapal de Corroios.


Em relação a Corroios o autarca nem tem nada a dizer às denúncia sobre um simples caso de aterro , aparentemente ilegal numa zona de protecção ambiental da jurisdição do seu município .


A posição dos autarcas sobre esta questão é no mínimo... surreal , então as declarações de um dos vereadores de serviço , não o do ambiente, mas o serralheiro civil que desempenha o papel de vereador do urbanismo é lapidar
, "as areias não são das obras para o centro de saúde, são de uma superfície comercial " ...como se isso fosse relevante ou deixasse de ser um crime ambiental...

Mas as declarações estão
aqui na íntegra e destacam-se os seguintes excertos:

« A Câmara do Seixal criticou esta quinta-feira as acusações do grupo ambientalista Flamingo, segundo as quais o sapal de Corroios está a servir de depósito de areia considerando que se trata de «política desonesta».

«Trata-se de uma falta de respeito muito grande e os ambientalistas estão a fazer política desonesta», disse esta quinta-feira à agência Lusa Jorge Silva, vereador do sector do Urbanismo da autarquia.

Na quarta-feira, a associação ambientalista Flamingo afirmou que «o sapal de Corroios está a servir de depósito de areia, que provém do terreno onde está a ser construído o novo Centro de Saúde de Santa Marta do Pinhal(Corroios)».

Jorge Silva, alertou para o facto dos ambientalistas estarem «mal informados», ou seja, as obras iniciadas há cerca de uma semana em Santa Marta do Pinhal são para a «construção de uma superfície comercial» e não do novo centro de saúde.

Embora, futuramente, no mesmo espaço venha a ser edificado o centro de saúde e também uma esquadra da PSP, admitiu o vereador.

Em relação ao depósito das areias no Sapal de Corroios o autarca afirma veemente que a Câmara não tem «qualquer responsabilidade», visto ter sido a empresa que detém a exploração da engorda artificial de peixes (Viveilis) no sapal a contactar o promotor da obra para que «fossem lá depositadas as areias».

A «polémica» Sapal de Corroios já dura há oito anos e a sua reposição está na origem das várias lutas que a associação Flamingo juntamente com os cidadãos têm travado junto das entidades com responsabilidades no referido património natural.»

Resta perguntar ao serralheiro-vereador o que é para ele politica honesta, quando o mesmo é responsável por repôr um terreno onde há anos esteve instalado um estaleiro da empresa Gomes Alho e passados mais de dois anos , não o fez ainda!!!

Senhor Vereador, adira às "Novas Oportunidades" , esta é "A Me___ta que lhe falta"

16 comentários:

Seixalense Atento disse...

Como é possível a câmara do seixal ter à frente do Urbanismo um vereador completamente incompetente e mais grave inculto.
Ele não devia ir para as novas oportunidades mas sim para a escola primária.
Só assim se percebe a bandalheira que é, o urbanismo no Seixal, o ASILVA&SILVA da a volta facilmente ao vereador serralheiro.

ABESTENÇÃO NÃO disse...

AVISO AOS CIDADÃOS ELEITORES

As alterações introduzidas ao Recenseamento Eleitoral pela Lei n.º 47/2008, de 27 de Agosto, promoveram diversas medidas de simplificação, com destaque para a inscrição automática de eleitores no recenseamento. Assim:
Os cidadãos portadores de Cartão de Cidadão ficam automaticamente inscritos na freguesia correspondente à morada que tenham indicado no pedido do referido cartão.
Os cidadãos detentores de Bilhete de Identidade válido que nunca se tinham inscrito no recenseamento eleitoral foram automaticamente inscritos na freguesia da residência indicada no Bilhete de Identidade.
Os jovens de 17 anos foram igualmente inscritos, podendo votar se, à data do acto eleitoral, já perfizeram 18 anos.
Verifique o seu número de eleitor/a, bem como a freguesia onde vota.
Pode utilizar um dos seguintes meios:
consulte via Internet www.recenseamento.mai.gov.pt
envie um SMS para 3838
informe-se na respectiva Junta de Freguesia.

Divulgue esta informação, vamos combater a abstenção.

Anónimo disse...

Lendo esta noticia:

http://diario.iol.pt/noticia.html?id=1054304&div_id=4070

E ouvindo esta entrevista:

http://tsf.sapo.pt/paginainicial/audioevideo.aspx?content_id=858787

Os ambientalistas do flamingo é que fazem política desonesta...

Anónimo disse...

VER E OUVIR RÁPIDO, ANTES QUE SEJA CENSURADO.

O prometido é devido, Sócrates !! - de Rui Veloso

http://sic.aeiou.pt/online/video/programas/gatofedorento/2009/1/oprometidoedevidosrengenheiro.htm

Anónimo disse...

O prometido é devido, Sócrates !! - de Rui Veloso

http://sic.aeiou.pt/online/video/programas/gatofedorento/2009/1/oprometidoedevidosrengenheiro.htm

Anónimo disse...

DESCULPEM A REPETIÇÃO, MAS CREIO QUE AGORA DÁ PARA VER.


O prometido é devido, Sócrates !! - de Rui Veloso

http://sic.aeiou.pt/online/
video/programas/gatofedorento/2009/1/oprometidoedevidosrengenheiro.htm

Anónimo disse...

DESISTO.

PROCUREM EM:

oprometidoedevidosrengenheiro

Anónimo disse...

Se querem ver o video vão ao Seixal Sim
http://seixalsim.blogspot.com/

o Zé disse...

A lógica presente no discurso do Sr. vereador, portanto, é de que a associação está mal informada porque as areias que provêem do local X não são devidas à construção do edifício A, mas sim à construção do edifício B. Fico sem perceber se é uma frase de génio, utilizada na melhor arte de desconversar, ou se é mesmo estupidez cavalar que o leva a fugir á questão de que o que está em causa é a deposição das areias no estuário (provenientes do local X, devidas à construção do edifício B)! Será que ele não percebe, ou será que não quer que as pessoas percebam que a questão está em que NÃO SE DEVE TRANSFORMAR O SAPAL EM ATERRO?! Pessoas como esta não merecemo ar que respiram, e sobrtudo, não deviam ter jurisdição sobre os destinos da terra que pisam.

o zé disse...

Apresento as minhas desculpas por voltar a escrever, mas não consigo deixar de ficar cada vez mais impresionado de cada vez que leio as palavras do Sr. vereador. Então, como é a piscicultura que "solicita" a deposição das areias, já está tudo bem? Como se a piscicultura fosse detentora de direitos ilimitados e inquestionáveis de usufruto da área? - Mas não tem! Nem nunca poderia ter! É uma zona protegida, por uma questão ética, por uma questão moral e por uma questão legal! Se os poderes não respeitam as duas primeiras, ao menos que respeitem a terceira!
É que, segundo a lógica do argumento apresentado, então se a piscicultura pedisse aos Espanhóis para fazerem alí a deposição dos resíduos radioactivos das centrais nucleares espanholas, então já estava tudo bem? (visto ter sido a empresa que detém a exploração da engorda artificial de peixes (Viveilis) no sapal a contactar o promotor da obra para que «fossem lá depositadas»????)

É de loucos!...

Anónimo disse...

Quer dizer não se pode por o Sapal de Corroios no seu estado natural em que estava antes da destruição em 2001, porque é caro, logo tem de ter actualmente um valor económico resumindo o discurso do Ilustre Presidente da CMSeixal n o Nós por Cá da SIC... mas para receber terras doutros sítios já pode...

Sabem muito... Grandes negócios... a população que não abra os olhos não...

Vão comer peixe com metais pesados e regados com efluentes da ETAR que se vão lixar...

Ai vão vão...

A população e os seus filhos que sem culpa, vão ter de comer o peixinho porque tem ferro e faz crescer (sim porque o pessoal da piscicultura vai dar proteinas e remédios para os peixes engordarem rapidamente... lembram-se como apareceu a doença das vacas loucas?...)


Estamos perante um caso de SAÚDE PÚBLICA....

Só não vê quem não quer...

Eu não sei como os partidos da oposição andam calados com isto...

É um caso de saúde pública e ninguém faz nada... Uma Piscicultura ao lado duma ETAR se isto lembra a alguém...

Anónimo disse...

Mas foram os amigos do Socrates, Ministerio do Ambiente, que autorizaram a actividade no Sapal.
Afinal são tão esclarecidos e não sabem??
Estes que se intitulam de ambientalistas são uns Ecopatetas de meia tijela.

Anónimo disse...

ABESTENÇÃO??

Anónimo disse...

O EcoPateta Alfredo, o verdadeiro ambientalista do Seixal em 2001, claro...

http://tsf.sapo.pt/paginainicial/audioevideo.aspx?content_id=858787

Depois disso nós sabemos bem no que ele se tornou...

Anónimo disse...

Tive a oportunidade de ouvir o vereador Jorge Silva em Fernão Ferro e confesso que gostei muito, já o senhor do PS que falou disseram-me que era o Dr. Fonseca Gil foi uma nódoa completa.

J. Neves

Anónimo disse...

A bandalhice no urbanismo é completa desde o vereador serralheiro aos dirigentes que ele escolheu é a palhaçada completa.