segunda-feira, julho 25, 2011

AUDITORIA À CÂMARA DO SEIXAL - PETIÇÃO



Circula online uma petição por uma auditoria pública  à Câmara do Seixal . 


Depois do que deduzo do que leio da entrevista  do Presidente da Junta de Freguesia de Fernão Ferro, é imperioso aferir de como são empregues dinheiros públicos nas autarquias e da forma despodurada e sem perspectiva como os autarcas entendem certos cortes orçamentais, habituados que estão ao desperdicio.


A referido senhor queixa-se, que dado a crise, as Festas de Fernão Ferro vão passar de NOVE para "só" CINCO dias ... pois que , e cito "Com os cortes que o governo tem feito às autarquias, a Junta tem hoje um quadro de pessoal reduzido e o recurso às horas extraordinárias é muito limitado..."


Ou seja, deduz-se que a tal festa dos NOVE dias ... implicava  (tal como certamente a de cinco) o recurso a HORAS EXTRAORDINÁRIAS dos funcionários da Junta!!!


O que me leva legitimamente , como contribuinte, a perguntar : Quanto se gasta "em horas extraordinárias" e não só no "non stop party" das Festas de Amora ...Corroios ...Arrentela... Avante ..... 25 de Abril... Fim de Ano... etc...etc...etc...???


Há aqui nitidamente um conjunto de despesas a que há que pôr termo de imediato, justificando-se uma urgente auditoria a esta e a todas as outras rúbricas ... e a quem são sistemáticamente adjudicados serviços e produtos...


Entretanto vou estar muito triste por as festas de Fernão Ferro serem de "SÓ! " cinco dias...

6 comentários:

Anónimo disse...

Chega de foguetes, farturas e coíratos , vão mas é trabalhar.

Anónimo disse...

http://viverseixal.blogspot.com/2011/07/peticao-peticao-pela-realizacao-de-uma.html

EMALMADA disse...

Como se vê a mediocridade também é eleita.

Anónimo disse...

Para a festa do avante já foram recrutados muitos trabalhadores para fazerem horas extraordinárias durante a festa e pagas pelo dinheiro dos impostos dos municipes. É uma festa dum partido não é uma festa da população. Não tem que ser a população a pagar as despesas duma festa partidária que é feita para fazer fundos para o partido e para fazer campanha a favor dum partido o PCP. E quando estamos em tempo de dificuldades não se justifica que se façam despesas inúteis com festas e romarias e menos se justifica gastos com festas privadas. Espero que a auditoria às contas se faça depressa.

fiodeprumo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Seria muito útil que os eternamente eleitos responsáveis autárquicos poupassem nas inúteis festas, nos passeios, nas actividades desportivas, e espectáculos de duvidoso gosto cultural, para em vez disso executarem mais úteis obras públicas com o dinheiro obtido com os impostos e taxas que cobram aos municipes.

Ainda estou para saber o que os munícipes estão e vão beneficiar com os dois edifícios (oficinas e sede da Câmara) mandados fazer à medida e desejos e agora arrendados por avultadas importâncias anuais à sociedade construtora, que há muitos anos está sediada no concelho.!!!

Gostava de saber se com esses "investimentos" os serviços municipais ficam mais eficientes e consequentemente mais baratos para os munícipes.
Gostava mesmo de sabê-lo !!!

Gostava também de saber que utilidade irão os velhos edifícios restaurados, modernizados, ao longo de muitos anos e com muito custo e que são propriedade da Câmara e que agora desocupados para que vão servir?
- Será só para realojar instituições estranha e ocasionalmente ardidas?
- Será para arrendamento a terceiros?
- Será para venda e desse modo realizar capital para fazer obra útil que se veja??!!

E... o viaduto da via alternativa à EN 10 . Para que serve aquele mastronço?