sábado, janeiro 22, 2011

CONTRAPONTO



Hoje é dia de reflexão pensemos então o que tem sido a politica nacional nos últimos anos e para onde temos sido arrastados numa maré de interesses de betão e alcatrão.

No pós 25 de Abril , com o Poder Local as autarquias CDU foram consideradas um exempo de "trabalho honestidade e competência" esses exemplos ainda perduram em pequenas autarquias do Alentejo onde não se fez sentir a pressão urbana.

Grandes exemplos temos aqui dado de pequenas autarquias CDU que com pouco fazem grandes obras de referência como recentemente fez a Câmara de Mora com o seu reconhecido internacionalmente Fluviário .

No entanto, como disse a Professora Luisa Schmidt, a carne é fraca e os belíssimos territórios da Península de Setúbal são filet-mignon (bife do lombo) para os grandes interesses ligados ao urbanismo e à construção.

Isto, associado a uma lei de solos que permite que as câmaras fabriquem verdadeiro papel moeda com a simples alteração de uso do solo, de agricola, florestal ... para terreno de construção, levou a que muitas das boas intenções, até escudadas por "Verdes" ... se convertessem ao deus Capital que em teoria tanto renegam.

E foi assim que aqui chegámos. O exemplo de Pinhal dos Frades aqui trazido esta semana é já um caso de estudo em que os cidadãos exigem o cumprimento da lei que autarcas pretendem a todo o custo contornar, a prejuízo de todos mas em benefício económico de uns poucos ( quiçá deles próprios , tal a disfarçatez e a insistência ...).

Pinhal dos Frades é um caso, mas outros pinhais por todo o concelho se tornaram betão em andares sobrepostos (vejam Santa Marta...do Pinhal) , não foi por acaso que o Seixal cresceu em habitantes desde o 25 de Abril, de 30 mil para 180 mil habitantes, não é também por acaso que nos últimos dez anos, no concelho do Seixal se construíram 19 000 fogos ( DESANOVE MIL) e que a área urbana aumentou 400 hectares . Isto quando o PDM em vigor prevê ainda mais 1800 hectares urbanizáveis.

Onde é que vamos parar ? Se há ainda 1800 hectares passíveis de ser urbanizados, porquê então se insiste em urbanizar a zona que na Flôr da Mata - Pinhal dos Frades está ambientalmente protegida. Porquê se insiste em construír mais duzentos ou trezentos fogos ?

Amanhã damos a resposta.

8 comentários:

Anónimo disse...

Sabiam que o pontinho verde mora na Quinta de São Pedro, na Flor da Mata...

Anónimo disse...

o tempo das vacas gordas acabou. se controiem mais edificios vão ter prejuizo e edificios ou ruas sem ninguém são boas zonas para a violencia. vão ter o que merecem: prejuízos! é de fujir dessas terras merdosas de almada e seixal enquanto ainda dão alguns trocos pelas casas.

Anónimo disse...

ó anonimozinho das1/22/2011 06:17:00 PM e se te preocupasses mais com aquilo que um Lima e uma Pereira andaram a fazer ali para o estacionamento do Elefante Branco?
É que agora é que o tal edificio anda mesmo a fazer jus ao nome...
e á conta dos papalvos que lhes pagam os ordenados, os carrinhos e a casota!

Anónimo disse...

Que vergonha , uma autarquia mentir aos munícipes num Boletim Municipal. Que baixo nível e que desespero, voltaram a disparar em todas as direcções . Vejam lá não dêm o tiro nalgum parceiro que vos segura as pontas.

Anónimo disse...

Das 6.14 às 6.54 , a bela contra-informação a funcionar...

Anónimo disse...

anda para aí um relogio avariado....

Anónimo disse...

Se um ponto verde incomoda muita gente imagine-se o que incomoda a multidão que amanhã vai buzinar contra as pretensões da câmara para urbanizar o pinhal para lá pôr mais um gueto com o pessoal da Jamaica.

yemek tarifleri resimli disse...

kayıp izle izmir çetesi dizisi canan izle sürgün izle canan dizisi izmir çetesi izle bordo bereli izle derin sular dizisi derin sular izle sırat izle ezel final izle cennetin sırları izle yolun başı izle sırat dizisi film izle kaç para dizi izle iffet